29 abril 2008

Liberalização das rotas aéreas

Muito se tem falado na possibilidade da liberalização das rotas do Continente para os Açores nos últimos tempos, e muitas têm sido as vozes que a reclamam, criticando o modelo actual principalmente por causa dos preços praticados.
Nem passou uma semana sobre a liberalização da rota para a Madeira, e depois dos anúncios com pompa e circunstância das tarifas promocionais, já se fala em voltar ao modelo antigo, porque o que ninguém se lembrou de dizer antes, é que as tarifas promocionais são limitadas e têm muitas restrições que os residentes não estavam habituados a ter. Além disso, se não se puder reservar um lugar atempadamente, as tarifas facilmente ascendem a valores na ordem dos 400 euros, muito mais do que pagava um residente anteriormente. Ou seja, a liberalização beneficiará mais, em termos de preços, um turista que planeia as suas férias com 6 meses de antecedência, do que um residente que nem sempre sabe quando vai ter de se deslocar ao Continente. O exemplo da Madeira é recente e as coisas ainda podem melhorar com o tempo, especialmente se aparecerem mais operadoras na rota, mas já dá para reflectirmos um pouco. Será que é isto que queremos para os Açores? E é preciso lembrar que somos 9 ilhas, o que implica um modelo de transporte aéreo muito mais complexo. Não vou dizer que o nosso sistema está bem assim e que não precisa de ser aperfeiçoado, mas antes de criticar e começar a acenar com a bandeira da liberalização é preciso pensar um bocadinho no que se está a dizer.
A liberalização não traz só coisas boas, e penso que no caso dos Açores terá muitas pontas por onde prejudicar os residentes, e enquanto não se puder garantir que não haverá ponta por onde se pegue, deveria manter-se um modelo com obrigações de serviço público.

12 comentários:

Acólito disse...

pois, pela logica, isso tambem é puxar a brasa para a sua sardinha... a meu ver, liberalizaçao, terá os seus frutos no movimento que o aeroporto terá, ou seja, se o Pico nao tem o movimento justificavel, entao manter se á as tarifas ou mesmo aumentar, no caso do Faial o inverso, caso o movimento tambem o permita... Caro Rui, isso de falar pelas nove ilhas nao é plenamente aceitavel, o resto poderá ter ideias diferentes da sua...

Rui Medeiros disse...

Sugiro uma leitura ao seguinte forum:
http://www.linhadafrente.net/modules.php?
name=Forums&file=viewtopic&t=12816#120781

Se depois disso continuar a achar que a liberalização das rotas para os Açores trará apenas benefícios, nem que seja apenas para S. Miguel, não será pedir muito que nos faça ver o seu ponto de vista de um modo mais claro e sem tentativas de provocar mais uma discussão entre Pico e Faial.

(o link deve ser todo pegado)

Terceirense disse...

Pelo que o Sr.acólito disse até tem lógica,porque os aeroportos que tem maior potencialidade de crescimento seria positivo para aumentar a procura.
Veremos o que o futuro nos reserva.

Anónimo disse...

realmente depois de consultar o link para o forum acho que é necesário pensar duas vezes antes de defender a liberalização total...

Anónimo disse...

E o vento sudoeste não perdoa. Lá fiquei eu em terra no Pico. Aparentemente o único voo cancelado hoje em toda a região.

Acólito disse...

bom, depois de ler o tal link, mais penso e sem querer incentivar uma guerra Pico-Faial, que uma liberalizaçao venha a beneficiar as ilhas, e sem querer novamente menosprezar os aeroportos menos movimentados, ainda mantenho a minha logica, tem movimento, diminui a tarifa... nao tenho culpa se o aeroporto do Faial ter uma relaçao 7/1 em relaçao ao aeroporto do pico. ainda acho k é querer puxar a brasa á sardinha.

Rui Medeiros disse...

Estou a puxar a brasa à minha sardinha com este post porque se houver liberalização:
-Deixa de haver voo para o Pico.
-Deixa de haver voo para o Faial, pelo menos de Inverno.
-Tenho de pagar bem caro se precisar de deixar o regresso em aberto.
-Tenho de pagar bem caro se precisar de comprar a passagem à última hora e os voos não estiverem praticamente vazios.
-Tenho de pagar bem caro nas épocas de maior procura porque as tarifas baixas e promocionais são limitadas e não tenho uma tarifa de residente garantida
-Como não há voo para o Pico tenho de pagar o bilhete para S. Miguel ou Terceira como extra.
-Deixa de haver obrigatoriedade de transportar carga.
-(...)

Mas atenção que a minha sardinha não é só minha, e por isso só entendo o seu comentário se for Micaelense, ou talvez Terceirense, sendo que estes últimos ainda podem ter motivos de preocupação numa eventual liberalização do espaço aéreo.

Excerto de:
http://www.correiodosacores.net/view.php?id=8193

"Para que os preços dos principais produtos de consumo fiquem iguais em todas as ilhas são mais caros na ilha de São Miguel. O mesmo sucede com as passagens aéreas e com o preço das tarifas nos transportes marítimos. Já não é demasiado pesada a factura que os micaelenses pagam pela dimensão arquipélago?
A solidariedade é um valor que devemos preservar. A Economia ensina-nos que a igualdade é perniciosa do ponto de vista do crescimento económico. Diz-nos que, a fim de potenciar o crescimento económico, os investimentos devem ser canalizados para as áreas ou regiões onde estes são mais produtivos. Estas são normalmente as grandes regiões, pelo facto de aí as infra-estruturas terem maior utilização. No nosso, caso as ilhas de maior dimensão. Mas a verdade é que a eficiência não é tudo. A coesão económica também tem valor. Se tal valor não fosse reconhecido, e se os investimentos fossem todos orientados segundo o princípio da eficiência, não seríamos, nós açorianos, aquilo que somos hoje. Tinha-nos faltado a solidariedade nacional e Europeia."

Padre disse...

Nao tera de pagar para ir por sao miguel ou terceira,pode ir pelo faial, como nos fazemos aqui em sao jorge, vamos pela terceira.
E ja agora, para falar em solidariedade nao significa andarmos a fazer sacrificios para estarmos apenas a beneficiar certas teimosias de voces no pico,porque entao tambem temos direito a ligacao.
Mas para mim deveria vir a liberacao de voos para a regiao, porque pareceme que no pico estao com muitos receios...

Defensor nº 1 disse...

Sobre a mudança do Voo Lisboa-Pico para a tarde de sábado, acabei de publicar o seguinte em www.defenderopico.blogs.sapo.pt
e www.defenderopico.blogspot.com
o seguinte:

É mais um golpe?


Poderão acusar-me de trazer para aqui só os temas das ligações aéreas, todavia, o problema é tão comprometedor do desenvolvimento do Pico, que não posso alhear-me, de novo, do que se passa. Então, não é que o Governo, após dar à luz novas definições de serviço público de transportes aéreos, "esqueceu-se" de salvaguardar condições que não penalizassem, ainda mais, o Pico? É o velho do Restelo e sempre inconformado a falar, dirão, mas uma ligação ao sábado à tarde Pico-Lisboa serve para quê? Não leva de saída quem quer passar o fim-de-semana fora ou traz quem o quer passar dentro, com o seria na sexta à tarde; não leva de saída quem precisa de ir a Lisboa tratar dos seus assuntos, comerciais, de saúde ou de lazer, ou leva de volta os turistas que, conforme as regras das viagens, tem que esperar pelo domingo para regressar a casa, como o seria uma ligação ao domingo – à tarde, já que TAP agora tem especial predilecção pelos alpardeceres , que também traria de volta os que passassem o fim-de-semana fora.

Assim, uma ligação numa tarde de sábado irá dar razões à má vontade da TAP em voar para o Pico e aos que rejubilam com o fracasso desta ligação e nada traz de mais valia à existente. No sábado de manhã seria ainda aceitável, pois que ainda aproveitaria a saída e entrada de e para o fim de semana. Assim dá que pensar: parece estarem coligados com os do “contra-Pico”. O Governo regional ao balizar o fim-de-semana deixou à TAP uma margem de manobra muito ampla. Não teria este maneira de “exigir” ao transportador – porque quem subsidia é que impõe as regras – um “horário” menos flexível, que não desse abertura aos horários mais inconcebíveis, e que traduzisse as verdadeiras necessidades? E terão sido consultado os operadores turísticos e outros agentes ou grupos que movimentam grande número de passageiros? E ninguém percebe que mais uma ligação iria gerar mais tráfego? Não há coragem para “deslocalizá-la” de aeroporto?

Que diabo! De mal a pior, não! Daqui a uns meses dirão que é inviável a rota, porque não tem ocupação!!
Mas não há vontade em fazer-se um inquérito, um estudo, o que for, ao movimento “genuíno” do Pico, que ponha as ligações a nossa ilha no devido lugar e se reduza o engordar da estatística de outros aeroportos à nossa custa, pois que as que existem nada traduzem da realidade. Como é que o serviço público contempla voos diários e bi-diários, de outros aeroportos, à nossa custa, também? Enquanto por cá se conformarem, haverá toupeiras a minar o terreno… E depois, quando for tarde demais, queixem-se!...

Passeem por lá, comentem, contestem, mas expressem o que pensam.

Fiat Lux disse...

Estamos a 14 de Maio (o 13 de Maio nao nos trouxe nenhum milagre),e continuamos sem saber o programa dos voos da Tap para o Pico no Verão.

Há tempos quis marcar um voo Lix-Pix-Lix para um Sabado de Agosto (Depois de ja se ter dito que o voo seria ao Sabado!).

Mas na Tap não tinham nada! Tive de marcar pela Horta,claro!

A nao ser que quisesse passar horas no aeroporto da Terceira, em transito.

Continuamos a ser bem enganados no Pico.

Anónimo disse...

A discussao entre o Faial e o Pico sempre existiu e sempre ha-de existir, porque o Aeroporto que foi para o Faial era para ser feito no Pico e so o Sr. Dr. Freitas Pimentel, de saudosa memoria para os Florentinos e Faialenses e que aconcelhou Salazar a que tal nao desse aval. O Faial se estivesse a 50 klms de distancia do Pico, nao teriamos tantos problemas nem tantos desaguizados, mas os piores sao mesmo os do Pico que para la foram viver investidos de cargos, alguns governamentais. Nao ha pior cunha do que a do mesmo pau...
Estamos cada vez piores e ficaremos cada vez piores se nao formos capazes de um dia dar o grito do "Ipiranga", claro, a moda do Pico e dizer basta. Estamos fartos de sermos prejudicados e a melhor maneira de o demonstrarmos e de utilizarmos a unica arma democratica que ainda possuimos e expressarmos o nosso descontentamento atraves do... VOTO!

Meio Aéreo disse...

Parabéns pelo site... gostei das informações fornecidas e das discussões levantadas!

abraços,
Portal Meio Aéreo | Aviação Civil & Passagens Aéreas