31 maio 2007

Luzes da pista do Pico

A meio de Abril saiu a notícia que as luzes da pista do aeroporto do Pico estavam finalmente certificadas, mas no fim de contas, passado um mês e meio, ainda não se pode operar depois do por do sol. Isto porque, a ser verdade que as luzes estão certificadas, o certo é que tal não foi publicado em NOTAM. Assim, oficialmente, as luzes não existem e os pilotos continuam a não poder operar de noite no Pico.
Será isto mais um atraso burocrático do nosso Instituto Nacional da Aviação Civil? Ou algo pior? Na altura que as luzes fizeram falta e apareceram várias queixas, prontamente apontaram a causa do atraso da certificação a algum equipamento defeituoso. Pouco tempo depois anuncia-se a sua certificação e o assunto cai no esquecimento, até porque no Verão raramente existe a necessidade de se operar no Pico para além do por do sol, e a coisa passa despercebida, mas será que no próximo Inverno ainda vamos ter este problema por resolver?

12 comentários:

M.C disse...

Pois é caro amigo, no que à gestão aeroportuária diz respeito estamos muito mal (excepção feita claro a São Miguel e terceira)

Saudações Marienses

Anónimo disse...

Caro conterraneo pikaroto, quando quem tem a responsabilidade de gestão de um aerodromo não entende do assunto,o faz e o "teima" em fazer vemos os resultados aqui publicados.... mais nao digo....

Pikaroto dos oito costados

Anónimo disse...

Olhe que em relação a Ponta Delgada também muita coisa há a apontar! A capacidade de lidar com o número cada vez mais elevado de passageiros é pouca. Mais balcões de check-in, postos de controlo de segurança e também - por vezes - espaço para estacionar aviões, são necessários. A aviação nos Açores apresenta ainda algum défice de capacidade. São Miguel não é excepção e Terceira também penso que não. Felizmente as coisas estão a evoluir, lentamente, mas a evoluir.

JR - PDL

Anónimo disse...

Ninnguem é perfeito mas erros básicos destes....

Pikaroto dos oito costados

Anónimo disse...

Caro JR,

Relativamenet a Ponta Delgada se faltam Balcoes de Check-in é porque a SATA, componente de Handling, não quer usar mais.
Da Terceira não falo porque não sei.

Nota: Gestão de Aerodromos é muito diferente de gestão de Arogares.

Afonso - Lajes do Pico

roberto disse...

Voos para Horta hoje desviados para o Pico até o voo da TAP!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Bruno Rodrigues disse...

Bem, moro perto da cabeceira Oeste da pista e constatei que a banda da Força Aérea Portuguesa que actuou na Madalena no dia 10 de Junho chegou num C-130 durante a tarde e partiu já por volta das 00h, logo à noite ! Tratou-se de excepção, ou as luzes já estão realmente certificadas, podendo realizar-se vôos à noite ?
Cumprimentos

Rui Medeiros disse...

Como mora perto da pista já deve ter notado que o EH-101 até lá vai com as luzes todas apagadas! Não foi uma excepção porque sendo um C-130 uma aeronave ao serviço da FAP não está sujeita aos mesmo regulamentos. Basta para eles saberem que existem luzes para lá operarem de noite. Foi uma operação militar para todos os efeitos. Mas o tráfego civil continua à espera da certificação para o puder fazer.

Anónimo disse...

Desabafo:
aiii se os responsáveis pelo Aeroporto do Pico fossem outros que eu cá sei... este post nem existia.... porque o problema nunca tinha aparecido, atá a TAP lá ia de noite e com pouca visibilidade...

Rui Medeiros disse...

Finalmente já saiu o NOTAM com o anúncio da certificação das ajudas luminosas da pista do aeroporto do Pico. Está datado de 5 de Junho com o número 274/07.

Bruno Rodrigues disse...

Bem hajam !!! Finalmente. E novidades sobre o combustível ? Nada ? Ninguém quer assumir o risco não é ? Cheira-me que se o governo não apoiar isso em termos de exploração (para além da construção)... vai ser difícil.

Rui Medeiros disse...

Do combustível nunca mais ouvi dizer nada… E embora também já seja um tema muito falado aqui no blog será agora uma prioridade a se discutir, porque não há ILS e luzes que nos valham sem combustível.