28 maio 2010

Adeus ATP

Já não há mais voos nos ATP's da SATA. Foi hoje o último voo comercial num ATP nos Açores. O CS-TGN descolou de Ponta Delgada pelas 7 da manhã, passou pela Terceira e Graciosa, e, por volta das 10:20, o Comandante Lopes fez a última aterragem com passageiros num ATP ao serviço da SATA.
Por volta do meio dia descolou de novo, desta feita com, o CS-TFJ, para um voo de teste no âmbito dos trabalhos de manutenção de phase out. Em jeito de despedida, brindou-nos com uma passagem baixa, antes de voltar a aterrar, no que terá muito provavelmente sido a última aterragem de um ATP em S. Miguel.

video

Amanhã o TFJ parte para Inglaterra e os outros dois ficam à espera que o novo dono os venha buscar.
E assim termina um ciclo de 20 anos. A minha geração de entusiastas de aviação Açorianos para sempre recordará este avião, pois foi com ele que o nosso bichinho foi crescendo. Adeus ATP!

13 comentários:

Bruno Costa disse...

Lindo video, parabéns.
Também fico com pena de "eles" irem embora. Foram deveras um marco importante na historia da aviação nos Açores, mas enfim, tudo acaba.
cumprimentos

Paulo Olim disse...

Boas amigo grande passagem do ATP
pois vai deixar alguma saudade!
Devia ficar 1 ATP na companhia!


Paulo Olim
Asas Madeira

André Pacheco disse...

Olá
Quais são os dois ATP's mesmo da SATA e vão ser vendidos a que companhia?
Abraços
ASTSPOTTER

Rui Medeiros disse...

A SATA tem o TGL e o TGN. Devem ir pá Suécia.

André Pacheco disse...

pensava que a sata tinha o TFJ, e o TGN
Sabe-se a companhia para onde vão?

Manuel Ferreira disse...

Peço desculpa, pois este assunto não tem nada a ver com ATP's, mas hoje fiquei a saber que, apesar de custar menos 50 euros viajar para Lisboa, via Castelo Branco, o voo do Pico de ontem, com destino à Capital (Ainda que, talvez, com a "ajuda" de alguns Terceirenses...) encontrava-se cheio. E pergunto eu: E ninguém se importa? Ou isto já é normal e natural?

Simão Bessa disse...

Eu acho que os ATP's cão deixar-me com alguma nostalgia.

Bruno Rodrigues disse...

"A TAP não está a prever reforçar
o número de ligações aéreas entre
Lisboa e o Pico durante o próximo
ano. A posição da transportadora
foi transmitida na passada semana
no decorrer do TOP TAP 2009.
No encontro que reúne anualmente
os agentes de viagem os responsáveis
da transportadora aérea
nacional reafirmaram a realização
de dois voos semanais durante os
meses de Julho e Agosto para o
Pico, mas não abrem a porta a outras
ligações.
Na cerimónia a directora de vendas
para Portugal da TAP lembrou
o ano de dificuldades que a companhia
atravessou e o momento de
crise da aviação mundial. Apesar
do cenário ser preocupante, a TAP,
segundo Paula Canada, obteve em
2009 o segundo melhor ano em termos
de tráfego. Nos Açores transportou
126 mil passageiros, 85 por
cento dos quais tiveram origem no
mercado português.
Para 2010, a directora espera resultados
positivos, atendendo aos
números que já começam a surgir.
Paula Canada garantiu que a TAP
vai continuar a tentar encontrar soluções
que “minimizem os impactos”
do momento de crise, apostando na
dinamização de acções dirigidas aos
consumidores com o objectivo de
estimular a procura.
José Anjos, director de carga e
correio, lembrou, por seu turno, que
a crise mundial não se reflectiu na
carga transportada, que recuperou
a todos os níveis. “A TAP através
de um hábil plano de contingência
operacional, adequando a utilização
das suas aeronaves a uma menor
procura no mercado global, conseguiu
melhorar significativamente os
seus resultados operacionais”, afirmou
José Anjos.
Em 2009, a TAP transportou 76
mil toneladas de carga e correio,
menos 17,5 do que no ano anterior.
O mercado português contribuiu
para estes números com 26 por cento
de produção mantendo a TAP “na
sua posição de liderança no mercado
nacional”.
À partida dos Açores, foram
transportados 1.900 toneladas, um
número inferior em 7 por cento comparativamente
com 2008. A maior
quantidade de carga saiu da Terceira
(65%), seguida da Horta (25%) e
Ponta Delgada (8%)
Analisando o ano de 2010, o director
de carga e correio diz que o
primeiro quadrimestre revelou o fim
da crise na carga aérea mundial,
com a TAP a transportar mais 30%
de volume de carga comparativamente
ao período homólogo do ano
anterior. Apesar destes resultados
positivos, os Açores não estão a
acompanhar a tendência de crescimento,
registando-se, aliás, uma
quebra de 30 por cento entre Janeiro
e Abril.
Durante o jantar a TAP homenageou
os agentes de viagem e de carga
que maior dinâmica revelaram ao
longo do ano passado. Na área da
carga foram distinguidas as empresas
Intercarga e Carga Açores, enquanto
no sector agências de viagens
foram galardoadas a TurAngra,
Vivitória e Teles."

Ilha Maior, página 4, 28 Maio 2010

Bruno Rodrigues disse...

http://www.sata.pt/pt-pt/atp-postais

Fotos muito bonitas. Só lamento a escolha da foto vencedora... enfim.

Manuel Ferreira disse...

Não está a prever e é muito fácil de explicar: Primeiro porque os "pacóvios" estão sempre prontos a atravessar o canal (Ah, este gosto pelo mar!) e segundo porque, para além disto, a passagem custa menos 50 "érios" por cabeça, lá, pela outra banda...
Em tempos houve um Bispo que mandou um padre, já velhote, para a Ilha do Corvo. O Povo queixou-se, porque queria um pastor mais jovem e dinâmico que orientasse, de outra forma, o rebanho. O Senhor Bispo respondeu: "Cada Povo tem aquilo que merece!" E por aqui me fico.

Defensor nº 1 disse...

Rui,

São horas de começar novo Post com os voos para Lisboa, falta de ligações para S. Miguel e regresso à Tarde para o Pico, falta de ILS, que nunca mais se resolve (já houve cancelamentos por falta de visibilidade) os combustíveis que nunca mais aparecem para matar a desculpa de mais voos, etc, etc.
O pessoal está mesmo a precisar de uma refregazinha, que desta vez chegue a uma petição pública. Houve uma que chegou aos quase 100o subscritores, mas ficou-se pela intenção. É possível recuperá-la? Ou iniciar uma a sério? Fazer ver ao governo que o Canal tem dois sentidos e que está na mão deles impor mais voos para o Pico nas obrigações de Serviço Público de Transportes. Também incluir a SATA Internacional nesta dança. Olha que com um voozinho desta à segunda-feira haveria uma concorrenciazinha à TAP, desde que esta não afrontasse com voo pelo Faial no mesmo dia, como acontece agora, no Inverno, em que faz concorrência a si mesma nos dois lados do Canal. (Ah!, mas estas coisas são mesmo de propósito para o Pico não "vingar"!)
Pois é! Mas há sinal de "sentido proibido" à entrada do canal do lado do Faial!!!

Desculpa o "off-topic"

Abraço

Acólito...lol disse...

Pois... "off-topic"...

Isto começou muito bem, com um excelente video, destacando o ATP, como excelente aeronave que é e que sempre será, pois deixará muitas saudades...

Mas, tinha de voltar à mesma conversa da "treta" que tanto aparece neste blog, que até tem matéria bastante interessante...

O Defensor terá também de efectuar uma petição publica para encherem gás no Pico, para construirem um laboratório de análises no Pico, uma unidade de obstectricia (que já está planeada, por acaso), etc...etc...etc...
Ora, acho que atravessa muito mais pessoas o canal todos os dias, para aceder a bens/serviços, do que aqueles que vão embarcar para Lisboa... Se calhar antes de existir investimento em infraestruturas aeroportuárias (sei que são essenciais, para tudo...mas...) quem tutela o "guito" do governo deve olhar para outros tipos de investimentos para o Pico...
Xau

Curawong disse...

Vai deixar saudades.