25 fevereiro 2008

Acordadas as novas condições de serviço público

Foi hoje anunciado pelo Presidente do Governo Regional que as novas condições de serviço público para o transporte aéreo entre os Açores e o Continente já estão acordadas com o Governo da Republica, e foram já enviadas ao INAC para que sejam publicadas no jornal oficial da União Europeia, de modo a que entrem em vigor já no próximo verão IATA.
Além da novidade das tarifas promocionais para residentes que se aplicam a todas as rotas, para o Pico temos o anúncio da mudança do voo para o fim de semana, o aumento do número de lugares mínimos a serem oferecidos e o aparecimento no papel da complementaridade dos aeroportos do Pico e Faial.
Temos assim a confirmação de que foram aceites as propostas anunciadas na Assembleia Regional no final do ano passado. Assim, não é para já a segunda frequência semanal durante todo o ano, mas a mudança do voo para o fim de semana é um começo e espera-se que passe a servir melhor os Picarotos. O aumento do número mínimo de lugares oferecidos deverá, segundo o que foi dito pelo Secretário Regional da Economia, obrigar a que durante pelo menos Julho e Agosto existam duas frequências semanais. Falta saber o que a TAP fará com isto, se estas normas realmente entrarem em vigor para este verão IATA, uma vez que já saíram os horários para os 5 voos extra que tinham programado para este verão.
A verdadeira novidade que ainda não tinha sido anunciada, é passar a estar previsto o desvio dos voos do Pico para o Faial, e vice-versa, em caso de cancelamento dos voos. Como podem ver pelo meu último post, acho que é uma medida que nos vêm beneficiar, falta saber se as companhias vão optar por essa solução nos dias de mau tempo.
Assim, temos de aguardar mais um pouco para ver os resultados práticos das novas obrigações, mas parece-me que embora não esteja ainda contemplada a segunda frequência semanal para o Pico, estamos perante uma boa evolução.

18 comentários:

Two-Way Channel disse...

Comprova-se assim que não há força nem vontade/coragem política de afrontar os lobbies faialenses - e talvez nem serão assim tão influentes: o status quo é mais fácil de manter por preguiça ou má vontade - e não comprendem (ou querem compreender) a complementaridade das duas ilhas não só em alternâncias por cancelamentos mas em frequências programadas. A distribuição de vôos mais equitativa e consentânea com a realidade (porquê 16 voos semanais no Verão no Faial e 2 no Pico?) tarda em chegar, sobretudo pela falta de protestos dos utentes do Pico!? Então protestemos cada vez mais, alto e bom som! CONTINUAM A MENORIZAR-NOS. ASSIM O DESENVOLVIMENTO DEMORARÁ MAIS!
A simples alteração do voo de Lisboa para o fim de semana é muito pouco. Todos sabemos que os voos não-programados tem menor procura pois não são regulares. E o aumento de lugares sem voos é chamarem-nos idiotas!!! Irra!!!

artur xavier disse...

Na verdade, para mim, não está claro, um "pormenor": Com o voo ao fim-de-semana, mantem-se o da Terça-Feira?... É que há muito boa Gente que já tem reservas feitas para Julho/Agosto e Setembro, para esse dia da semana.
Penso que os responsáveis estarão atentos a esta questão!???

Rui Medeiros disse...

Mantêm-se as obrigações de apenas um voo semanal, apenas passa a ser em dia escolhido. Não faço ideia de como vão resolver as reservas, mas o mais certo é apenas informarem que esse voo já não vai ser realizado.

Ana Clara disse...

Apenas passa a haver um voo semanal que por sacanisse poderá ser à sexta ao sabado ou ao domingo.Isto agora depende da Tap qual o dia que entender Se for ao domingo é andar para tras.Isto é que me doi
A partir de Abril horario de verão o Faial aumenta para 14 voos semanais.

Rui Medeiros disse...

A partir de Abril os voos para o Faial passam a diários, só são 14 se contar a ida e a volta.
Assim são pelo menos 7 todo o verão IATA, são 10 em Junho e Setembro e 14 em Julho e Agosto. É o mesmo que no ano passado excepto mudanças nas horas de alguns voos.

Ana Clara disse...

Seja o que for
O Faial no minimo tem cerca de 30 voos por mes e nós o Pico continuamos com QUATRO por mes.
Vão mas é bujiar

Pai disse...

E nós em S.Jorge que nem um vôo temos nem a facilidade de sair pela Horta!!!!!

Não se esqueçam que temos quase tantos passageiros como o Pico e com a tendência de subida enquanto o Pico vai de volta a baixo!!!!!!!!!

Ainda hoje o Secretário Duarte Ponte disse alto e bom som que todas as ilhas têm os mesmos direitos. O mercado é que faz a diferença.

"Ou há moralidade ou comem todos"

PAPA disse...

Irra que o padre é insistente!...
Amigo, sugiro criar um blog soh para si e para defender S.Jorge!
A compreensão também podia ser mais rápida: A ESTATISTICA DO PICO DENOTA UM NUMERO DE PASSAGEIROS INFERIOR AO REAL PORQUE HÁ QUASE OUTROS TANTOS QUE SAEM E ENTRAM PELO AEROPORTO DA HORTA. Entendeu? Não me obrigue a excomungá-lo!!!

Anónimo disse...

E assim falou a voz da razão (pai) concordo plenamente...nós (sjz) a subir, pico a descer. E nós sem facilidade de ir pelo faial.Faça-se justisça uma vez na vida.

Padre disse...

Ao Sr. Papa!!
Explique-me onde foi buscar que os numeros do Pico não estão correctos porque" HÁ QUASE OUTROS TANTOS QUE SAEM E ENTRAM PELO AEROPORTO DA HORTA"(palavras suas).
Falam muito mas a razão poucas vezes vos acompanha.

Ana Clara disse...

Outra vez
São só quatro voos por mes e a porra do voo de ontem teve de ir para a Horta.
Já não acredito neste aeroporto,não acredito neste tipo de serviço público não acredito nestes politicos.
Afinal o nome ILHA DO FUTURO foi o nome mais sacana que pudessem por ao Pico
Passem Bem

Anónimo disse...

Na minha opinião penso que teria mais lógica S. Jorge ter ligação directa a Lisboa, dado que o Pico já está bem servido pela ligação pelo Faial.Mas os Jorjenses tem de se bater por isso.

Anónimo disse...

É revoltante olhar o impedimento que tem sido criado ao desenvolvimento desta ilha...este é um momento crucial, pois atendendo aos dados do ultimo documento do serviço regional de estatística (Demografia 2005) dentro de alguns anos a população do Pico terá diminuido bastante e nessa altura que poder reivindicativo teremos?

alguns indicadores observados nesse documento:
Índice de envelhecimento:
Açores (63,4) / Pico (136.2) – apenas superado pelo índice de envelhecimento do Corvo

Excedente de vida:
Açores (580) / Pico (-97) – Pico foi o valor mais significativo

Taxa de mortalidade:
Açores (10,1%) / Pico (15,7%) - O Pico apresenta o valor mais elevado da região

Crescimento natural:
Açores (2,4) / Pico (-6,6) – Apenas a Graciosa apresenta um crescimento inferior

Crescimento da população:
Açores (4,3) / Pico (1,4) – Apenas S. Jorge apresenta crescimento menor

Saldo natural:
Açores (1155) / Pico (-146) – valor mais significativo da região

População da ilha do Pico:
13º Recenseamento da população (Censos 1991) – 15202 habitantes

14º Recenseamento da população (Censos 2001) – 14806 habitantes

População residente calculada (31 Dezembro 2005) – 14750

Anónimo disse...

Fiquei satisfeito por saber hoje que,na horta haverá 14 voos regulares por semana,mais alguns extras em julho e agosto.
Isto quer dizer que teremos em certas semanas tantos voos como no Pico em quase todo o verão.
Conclui-se que o investimento do Pico vai cair em saco routo, por ser apenas para ganhar votos para as proximas eleiçoes.

Anónimo disse...

bem,parece que já não se publica alguns comentários...

Rui Medeiros disse...

Não posso ir de fim de semana? É perciso ter calma!

Anónimo disse...

É preciso ser sádico como o faialense anónimo do dia 8 de Março para rejubilar com a diferença de voos entre o Faial e Pico. O Dia do Juízo=Justiça irá chegar, calma! É claro que não estamos a ser ajudados pelo poder político (até os residentes pouco ajudam, não se manifestando quando tem que sair da sua ilha para apanhar o avião, numa altura em que tal já não é necessário) mas há quem resista e há-de ver o Pico no lugar a que tem direito. O Acordo de Serviço Público de Transportes Aéreos não serve o Pico nem as suas aspirações de desenvolvimento. Alguém terá de mudar este estado de coisas. Esta decisão adiada está a comprometer o progresso do Pico. Acham então justa a razão 14 para 2 por semana nos voos para Lisboa, e tantos voos numa semana no Faial contra os voos de um Verão no Pico? Que paridade é esta?

Serreta Sempre disse...

Ainda não perceberam que o voo Lisboa/Terceia/Lisboa com escala no Pico, é uma verdadeira aberração económica, que todos os açorianos tem de pagar para um infimo numero de pessoas brincarem ao aviões. Até quando?