28 setembro 2015

Noruega

Para mim, a Noruega sempre foi um país interessante no que toca à sua rede de aeródromos regionais, já era tempo de ir lá acima ver como funcionam! A viagem começou logo bem em Trondheim, onde o meu quarto tinha esta vista:


Em Tromsø, ainda apanhei pela janela do terminal o LN-RNO que me trouxe de Trondheim via Bodø e o LN-WSB que me levou para Hammerfest via Sørkjosen.

Hammerfest é uma base de helicópteros que operam para as plataformas petrolíferas e é servido por até 20 frequências diárias para várias cidades do norte da Noruega pela Widerøe.






Fui ainda até Honningsvåg onde se pode apreciar até onde se pode operar com os devidos procedimentos e equipamentos. É impressionante aterrar aqui de noite, mas para a Widerøe é rotina!




Este aeroporto movimenta menos de 15 mil passageiros anualmente, mas conta com até 4 frequências diárias, também sobre obrigações de serviço público. Isto num sítio que até tem ligação por estrada ao resto do país (pelo menos quando não neva a sério) e escala diária da Hurtigruten que faz o serviço de ferry/cruzeiro pela costa da Noruega.
Se já tinha a Noruega em boa consideração volto com uma perceção ainda melhor deste país.

14 setembro 2015

C-GLXC, CS-TRG e CS-TKP

A sessão de spotting de sábado passado foi diferente do habitual, muito por causa do Falcon 7X que nos visitou e teve a honra de ficar para a história do Aeródromo como o primeiro voo internacional com origem no Pico!





10 setembro 2015

CS-TGL

Há 10 anos, visto da torre do Pico, na altura ainda em construção.