03 agosto 2009

Mais atrasos no ILS

Afinal sempre é verdade que as primeiras movimentações de terras para a instalação do ILS no aeroporto do Pico não foram suficientes, uma vez que já foi contratada com a Crocker Delaforce, empresa a quem já tinha sido adjudicada a instalação do ILS, a elaboração de peças escritas e desenhadas para uma 2ª movimentação de terras para a instalação do ILS no Pico. Esta adjudicação foi por ajuste directo pelo preço contractual de 58400 euros e o seu anúncio foi publicado a 15 de Junho deste ano.
Assim, faltará ainda adjudicar e executar esta segunda movimentação de terras antes de se avançar com a instalação do ILS, adivinhando-se mais uns meses de atraso neste processo.
Entretanto a Crocker Delaforce já adjudicou, e penso que já está a ser executada, a reformulação das luzes da linha de aproximação à pista 27, incluída no processo de instalação do ILS, à Tecnel, que foi a empresa responsável pela instalação da sinalização luminosa do aeroporto do Pico.

41 comentários:

Anónimo disse...

ahahahahahahaha

Se isto fosse ao contrário já estavam os picarotos a pedir um ILS para o Pico e a criticar a instalação no Faial.

Os Faialenses já devem andar habituados a esta injeva toda, senão também andava aí cheios de blogues como os picarotos fazem.

Rui Medeiros disse...

Mais um anónimo ao estilo "bora chatear" ... Hoje estou bem disposto e até vai ter direito a resposta!

Então está-me a querer dizer que não querem um ILS para o Faial? Não foi isso até discutido na Assembleia Regional? Um ILS para o Faial já é reivindicado desde muito antes de se ouvir falar na instalação deste no Pico. E criticas ao ILS do Pico é coisa que não falta! Mais, leia o meu blog e encontrará posts meus que criticam a falta de uma melhor aproximação por instrumentos no Faial. Embora um ILS seja difícil de instalar no Faial, existem algumas novas tecnologias que permitiriam uma aproximação similar ao ILS sem os problemas de instalação que este tem. Também poderá ler que apoio que se instale o ILS no Pico, principalmente agora que já foi decidido e adjudicado, mas o que penso ser mesmo necessário é necessário é uma melhor aproximação por instrumentos que a actual, o ILS pode não ter sido a melhor opção, principalmente por razoes económicas. Mas estando já o processo a decorrer, é claro que desejo que decorra com a maior brevidade possível. Num mundo ideal todas as nossas ilhas teriam um ILS ou outra aproximação similar, na realidade há muitas mais variáveis a considerar, mas ainda precisamos de melhorar os meios de navegação nos Açores para melhorar a operacionalidade dos nossos aeroportos.

Anónimo disse...

Rui

Mostre-me blogs como o seu. Blogs produzidos para Faialenses em que cada post tenha uma referência ou uma crítica ao Faial.

Já agora... amanhã a Horta tem 5 ligações com Ponta Delgada. A SATA também não gosta do Pico? A vossa teoria é só para TAP?

Rui Medeiros disse...

Estão neste momento 7 posts a aparecer na página inicial do blog, 4 não fazem qualquer referência ao Faial, 1 diz que o 1º voo do Dash passa por lá e os outros dois falam de coisas que aconteceram no Faial se qualquer tipo de crítica ou mal dizer...
Não percebo qual é o seu problema. É preciso dizer que não sou responsável pelos comentários?
Mas não se preocupe que sempre que se justifique vou continuar a divulgar a minha opinião sobre o que se passa no Faial para puder vir dizer: - Lá está ele a falar do Faial outra vez.

Quanto ao tráfego, fica aqui um copy paste de um comentário meu no post de 21 de Julho:
"Nunca se disse que o aeroporto da Horta não têm mais tráfego que o do Pico, no entanto as ligações da SATA não acontecem numa razão de 14 para 1 como os voos para Lisboa... A razão de voos SATA normalmente varia entre os 1,5 para 1 até aos 4 para 1, contando ainda para isso a benesse de ter mais destinos inter-ilhas, Flores e Corvo.
O que se diz muitas vezes mas parece que ninguém quer ver, é que um número significativo de passageiros oriundos ou com destino ao Pico utilizam os voos da Horta, mesmo os da SATA, basta relembrar episódios caricatos que foram notícia nos telejornais como passageiros a refilar que não lhes pagavam nada por o voo ter atrasado e terem perdido a lancha para o Pico, tendo assim de passar uma noite no Faial.
Os motivos para essas escolhas são os do costume, melhores horários, melhores ligações, melhores preços, falta de lugares no Pico, etc..."

Anónimo disse...

Mas, afinal, qual é o problema desta Gente?! Receio?... De quê? De uns míseros voos da TAP e de meia dúzia da SATA?! Afinal, que quer esta Gente!? Não me digam que querem o sol só para si... Se calhar!?...

Anónimo disse...

Boas, Rui por um lado é bom responderes a essas "melgas" do lado de lá do canal, mas por outro ja nem te devias dar ao trabalho, pois elas são mais do mesmo...(cegos, porque não querem ver, e se chegam a ver não gostão da realidade). Amiginho do "HAHAHAHAHAHA" quem "HAHAHAHAHA" por ultimo "HAHAHAHAHA" melhor.
Voltando ao tema, é indiscutivel que o aeroporto do faial com mais trafego e tambem mais rotas tenha mais movimento de passageiros (È INDISCUTIVEL), não se pode comparar um aeroporto que tem 14 viajens para lisboa e um que tem 1, já ai é estupido se fazer uma comparação, já pa não falar das mais rotas.
Entertanto com uma viajem pelo Pico, nem há opção de escolha, ou se vai no Sabado para ir pelo Pico ou então se querem outro dia tem de se ir para o "LADO DE LÀ", ou seja duvido que todos os do PICO com destino a Lisboa e de Lisboa com destino ao Pico esperem pelo Sabado.
Abraço... desta ILHA MAIOR para todos os simpatizantes deste blog incluindo aqueles "melgas" que pelos vistos tambem simpatizam. Abraço Rui força aí... Continua a divulgar a verdade.. e que doa a quem doer.

Anónimo disse...

Mas já que vocês dizem que o Pico justifica os voos, porque é que chegam ao cumulo de tentarem escolher o melhor dia para a TAP voar e poder justificar os voos! HAHAHAHAHAH
Se o Pico tem passageiros para justificar os voos, então supostamente a qualquer dia da semana que a TAP voasse justificaría. Ou será que quando o avião voa para o Pico com menos de 75% da lotação e quando há 2 voos no mesmo dia para o Faial, os Picarotos decidiram ir pelo Faial? HAHAHAHAHAHA

HAHAHAHAHAHA

Anónimo disse...

LPPI 310900Z /////KT 9999 FEW004 SCT008 23/22 Q1022 RMK RWY09 23013KT RWY27 24013KT
Apenas o anemometro central está fora de serviço. Cada pista deverá ter idealmente 3 anemometros, inicio de cada pista e um no meio.. Ou seja 3... O pico já tem o central a funcionar.. Mas ainda nao foi re-certificado porque foi substituido.. Ou seja apenas aparece o vento como Remarks no fim para cada pista. Na situação do alternante, é uma legislação recente em que as 50 milhas é o mínimo para a efeitos de planeamento de alternantes de aterragem. Ou seja para efeitos de calculos de combustivel (o que implica os pesos) Pico não pode ser um alternante ao Faial. Dito isto.. Como lhe posso contactar Rui?

Rui Medeiros disse...

O meu e-mail está nos links

Defensor nº 1 disse...

Este anónimo do HAHAHAHA deve ser "ceguinho" para ver que quando não há voos de rotina para um destino, ninguem pode voar para esse destino e tem que utilizar "o que há"?

E onde foi arranjar a pretensa "estatística" dos 75%?
A ocupação tem muito a ver com operadores turísticos que só optam pelas rotas "consolidadas" - com mais de um mísero voo que o Governo REgional nos arranjou "de favor", não entende?

E a "estatística" de os voos do Faial conterem, muitas vezes, 50% de passageiros do Pico?

Faça-se a contagem de passageiros que usam o Aeroporto do Faial com origem/destino Pico e depois digam-se as asneiras que vierem à cabeça. O mal é que está muita gente convencida que tais números reais nunca vão aparecer, e assim vai o tráfego do Faial continuar a incluir (escondidamente) os passageiros de/para o Pico.
Mas haja decoro! Um dia a verdade virá ao de cima!

Anónimo disse...

Oh meu amigo Anti-Faial e defensor do nada.
Quando há realmente passageiros as coisas justificam-se!
Se querem justificar, e já que têm tanto problema para o fazer então voem por outros sitios, e encham o vosso voo! Podiam começar por aí em vez de andarem sempre atrás de estatisticas, que lhe lembro, existem mas não são acessiveis a qualquer um.

Jony disse...

Epáaaaaaaaa

Metam esses voos todos para o Pico!
O Faial que fique sem nada! Depois é ver a malta toda a aterrar no Pico e a ir dormir ao Faial.
Daqui a uns anos, nem uns nem outros têm é nada....Cambada de nabos!

Marcus disse...

The statistics are simple. Pico and Faial have about the same number of inhabitants. They should both have the same level of flights.
Pico is also closer to Sao Jorge and flights to Pico would cut down their boat Journey slightly.

What affects all tourists and foreigners who have places there though is the stupid connection time in Lisbon. Any tourists has to spend a night there because the flights from Lisbon leave much too early in the morning. That means that the Islands loose out on a whole day (or more?) of revenue from a tourist because they spend it on a hotel and food in Lisbon. It also makes the Islands less accessible for tourists who are often limited on time for their holidays.

The governors of the central Islands should push TAP to remedy this problem. I will certainly mention it to the Presidente of Sao Roque next time I see him. If I had the the emails of the others, I would write to them as well.

Anónimo disse...

Cá está um comentador de fora que se interessa mais por nós que muitos dos nossos autarcas e defensores do povo.

Defensor nº 1 disse...

É evidente que quem tem os seus problemas resolvidos tende a ser egoísta e acomodado, insistindo no ”status quo”. O vizinho provocador do outro lado do canal parece não ter nada a defender pois que já nasceu em “berço dourado” com todas as benesses e a “papinha pronta”. Não me venha acenar com estatísticas que nada dizem sobre a origem/destino dos passageiros e não distinguem os passageiros de cada ilha! Todos sabem, embora alguns nunca o irão admitir, nem querem que se tal se saiba, (mas era urgente e forçoso publicitá-lo!) que dos “números” de passageiros do Faial, sobretudo de/para Lisboa, um terço, por alto, pertence ao Pico. E o argumento estafado de usar outros aeroportos, de pouco serve se não há ligações decentes!
Se vivesse no Pico iria ver, ou então está “ceguinho” pelas necessidades satisfeitas pelos Governos (antes Civis e agora Regional) que não têm tratado o Pico como a segunda maior ilha dos Açores, por fatalidades históricas, quer por mérito dos autóctones do lado de lá, quer por demérito (há que assumi-lo) dos do lado de cá do canal. Só não vê, quem é muito tendencioso no julgamento, a desigualdade no acesso à saúde e disparidade nas ligações com o exterior no Pico e no Faial, ilhas com idêntico número de habitantes (embora com mais visitantes ao Peter e Capelinhos, ufff…) Tem sido, aqui e noutros locais, dito e redito que já há muito chegou a hora de dar iguais oportunidades à ilha do Pico. Embora não gostem os faialenses, a nossa comparação é, inevitavelmente, feita com a sua ilha, um reconhecimento de desequilíbrio que é expresso com um misto de exigência de justiça e frustração por não terem sido atendidos os legítimos anseios da população do Pico (infelizmente, quase sempre, mal representadas nas instâncias dos “poderes”). O exemplo flagrante que usamos, de 14 e mais voos semanais da TAP no Faial para 1 voo por semana no Pico durante quase todo o Verão, e de 5 ou 6 para 1 no Inverno, é clamoroso!
Claro que sabemos que retirando os utentes do Hospital da Horta provenientes do Pico e os passageiros do Pico ao Faial era a “ruína” dos nossos irmãos que se desenvolveram muito à nossa custa, e assim, há muitos interesses instalados que advogarão, a todo o custo e para todo o sempre, a subalternização do Pico em relação ao Faial.
A hora destes favorecidos (e a de outros – sempre “fartos” e que, por isso, não valorizam nem compreendem injustas carências na terra dos outros) está a passar! Parecem desesperados porque o dia em que vão ter que, algumas vezes, atravessar o canal para cá, como o fazem os picoenses, para lá (incompreensivelmente, sem protesto, desde sempre) está a chegar?
Mas valerá a pena a elucidação a quem não quer ser esclarecido?
Sei que há preconceitos de antigamente que tendem a perdurar em cabeças duras de hoje e de nada valeria perder tempo com as ditas, não fosse acreditarmos que a nossa razão há-de vencer!
Faça o favor de não mudar de opinião, porque não é isso que pretendo! Estou certo que essa teoria já não nos irá prejudicar, como no passado!

Marcus disse...

You can write to TAP in seconds like I just did, :
http://www.flytap.com/index.php?object=2427&lang=2&site=1&section=393#

Cardeal disse...

Sr. Defensor nº1, cá está você novamente a escrever muito e a não dizer nada. Por favor acrescente algo de novo ao seu discurso porque já estamos fartos de ouvir sempre a mesma coisa. Para isso vamos à igreja porque lá repetem todos os anos as mesmas coisas. tenha dó de nós, poupe-nos. quando tiver algo de novo, alguma ideia que seja útil ao Pico então expresse-a porque senão vai cair no ridículo de estar sempre a repetir a mesma coisa. Cumprimentos.

Anónimo disse...

Cardeal...é que já nao bastava o Padre "Melga"(que á muito não nos visita) e agora o Cardeal... Daqui a dias ade vir o Papa.
Desconfio que do lado de lá do canal são muito catolicos... E mesmo têm de ser... pois é mesmo melhor rezarem... mas não ao de lá de cima dos céus, pois esse é verdadeiro e vê tudo o que se passa cá em baixo, rezem aos Deuses cá de baixo (os gatunos da politica) que esses sim, são cegos(ou pelo menos não querem ver) e são manhosos, pois quando vêm uma ilha (das CHAMADAS DE "SEGUNDA LINHA") a se desenvolver, fazem de tudo para impedir que se desenvolva, arranjado desculpas como "O Pico não tem movimento de passageiros para se justificar mais do que uma viajem para Lisboa".. etc etc. Senhor Cardeal fica bonito respeitar a openião dos outros, e quanto mais sabendo que têm razão. Voçes plos vistos não gostam de ver defenderem o Pico, mas lamento estão no blog errado. Aqui defende-se a verdade, a realidade e o Pico, quem não gosta tem muitas opçoes desde logo "aviation-in-faial.blogspot.com" consolem-se...

Cardeal disse...

Sr. anónimo, você é mais um igual ao Sr. Defensor nº1, isto é, falam falam e não dizem nada, o queé triste. Eu respeito a opinião de todos, quando a têm. Os srs. nã têm opinião sobre nada, a única coisa que sabem fazer é tentar deitar abaixo o vizinho do outro lado do canal. Como já disse várias vezes neste blog defendam o Pico mas propondo algo que faça o Pico crescer, não apenas com o "bota abaixismo". Como o sr. anónimo diz, realmente é um consolo ver o blog aviation-in-faial.blogspot.com pois lá é possível ver aviões. Cumprimentos.

Anónimo disse...

oh cardeal.. se nao gostas não venhas... lol

Cardeal disse...

Os srs. anónimos é que parece que não gostam. Eu cá gosto e por isso é que sou um frequentador assiduo do blog. Já os srs. não sei. Será que é só um anónimo? Serão mais? Não sabemos.

Paulo Pereira disse...

Ó Rui, estava cá a pensar se não seria possível partilhar o nosso ILS com o Faial.
Ainda me lembro bem do espírito de camaradagem dos nossos irmãos quando propunham partilhar a sua torre de controle com o Pico, quando nós tínhamos um simples aeródromo.
A minha pergunta é a seguinte: não será possível a TAP fazer aproximações a Castelo Branco com as indicações do ILS do Pico?
É que o orçamento regional pouparia uns bons cobres e todos nós agradeceríamos agora, em tempo de crise.
Cumprimentos

Rui Medeiros disse...

Não. O ILS tem algumas limitações, uma delas é que nem dá para duas pistas no mesmo aeroporto, muito menos para dois aeroportos diferentes. Pode-se sempre fazer um circle to land, mas para isso os mínimos são muito mais altos, provavelmente mais altos que o que permitem os actuais procedimentos de aproximação ao Faial. No entanto, pelo menos em quanto S. Jorge não tiver nenhum procedimento publicado, o ILS do Pico poderá ser usado para se sair das nuvens numa aproximação a S. Jorge, mas provavelmente sem vantagens em termos de visibilidade e tecto requerido em relação ao que se faz agora com a existente aproximação por NDB. Assim, o ILS só vem melhorar a operacionalidade do aeroporto do Pico.

Por isso é que digo que se podia ter pensado noutra solução. Estão actualmente a ser implementados sistemas de correcção do sinal de GPS que permitem aproximações com mínimos idênticos aos de um ILS de categoria 1, e um desses sistemas instalado no grupo central teria potencial para servir todas as ilhas. O problema é que na Europa este sistema ainda se encontra em fase de testes, mas já vão aparecendo algumas aproximações RNAV, que já podiam ser implementadas nos Açores, e embora não possibilitem mínimos de ILS já seriam uma melhoria em relação ao que temos agora.

Padre... disse...

Não aparecia à muito, porque estive no estrangeiro, mas sem duvida que o ILS para o Pico não pode ser uma priopridade, senão tambem temos o mesmo direito em São Jorge.

Jony disse...

Ao Defensor do "nada",

O Pico é a segunda maior ilha, SIM!
Mas... naquilo que conta, em termos e população e serviços, é só a quarta.
Se acha que o Faial não tem nada a reivindicar está enganado. Você não deve ser açoriano, claramente.
Entendo que pela vossa ordem de ideias como o Faial e o Pico têm QUASE o mesmo número de habitantes devem ter QUASE o mesmo número de voos. Certo?

Então vejamos...

Santa Maria tem voos com Lisboa. Seguindo a vossa ordem de ideias, os vossos vizinhos de S. Jorge também mereciam voos para Lisboa. Logo o Pico teria menos uns "vooszitos". Continuando nessa ordem de ideias a Graciosa e as Flores também poderiam utilizar o pretexto da população em relação a Santa Maria para reinvindicarem mais voos como o Pico faz com o Faial.

Ainda relacionado ao facto de você não se cansar de referir que o Faial foi sempre "acarinhado" digo-lhe o seguinte. Lisboa e Porto também foram sempre acarinhados e Faro e Coimbra não se queixam. Factos geográficos ajudaram a que acontecesse isso nos Açores. Não foi por causa de beneficiar o Faial em detrimento do Pico nem foi porque gostavam mais do Faial. Foi por necessidade. Se se informar melhor irá compreender porque aconteceu em vez de andar para aqui a defender aquilo que nem você sabe muito bem defender.
O seu extremismo descredibiliza-o como também descredibiliza a sua causa.

Jony disse...

Ao anónimo que fala no blog aviation-in-faial.blogspot.com


É verdade. Consolo-me a ver os aviões que passam pelo Faial nesse blog. É um excelente trabalho feito por alguns faialenses. Para mim um dos melhores blogs de aviação dos Açores.
Posso dizer-lhe também que há imensos blogs no Faial os quais visito com alguma regularidade. Há muitos que defendem o Faial. Mas ainda não encontrei nenhum dedicado em atacar o Pico.
Já dos bloggers do Pico não posso dizer a mesma coisa. Como já alguém disse por aí, neste blog e no blog do Defensor do "nada" não há um post em que não fale do Faial.
Tenho pena...

E não venham com a infantil conversa de que os Governantes não gostam do Pico... tenham dó! Descem tão baixo e fazem a vossa terra descer tão baixo...

Jony disse...

Já começou a censura no blog? Ou disse alguma coisa que não vos convinha? Era a realidade meus amigos...

Rui Medeiros disse...

Agora já preciso estar 24h à disposição dos Srs. comentadores ou sou logo um ditador...

O Pico deve ter mais voos, não porque tem a mesma população que o Faial, mas porque tem passageiros para isso. Simplesmente existem sempre mais uma opção disponível para se viajar de e para o Pico, que todas as outras ilhas mencionadas não têm e é por aí que se alteram as estatísticas de que muito gostamos todos de falar.
A verdade é que no ano passado Santa Maria viu chegar 29488 passageiros por avião, enquanto o Pico só recebeu 27443. No entanto os voos do Pico para Lisboa têm andado com melhor ocupação que os de Santa Maria, sendo que o mínimo de lugares oferecidos para o Pico já foi mesmo aumentado. De onde é que aparecem os passageiros para o voo do Pico se as estatísticas nos indicam que deviam ser menos? Penso que podemos ver isto como um indicador dos tais passageiros que no Pico têm outra opção de saída por via marítima, para depois entrar para as estatísticas aéreas noutra ilha, opção esta que é muitas vezes mais vantajosa em termos de preços e horários, facilitando a sua escolha. Assim, está claro que o Pico tem mais passageiros dos que os que figuram nas estatísticas do aeroporto do Pico, coisa que não acontece, pelo menos em números relevantes, noutras ilhas, simplesmente porque não têm a sorte de terem outra ilha tão próxima e com melhores ligações.
Portanto, é verdade que não estamos muito mal, mas é preciso que nos conformemos com o que temos? Não podemos aspirar a melhores ligações a partir da própria ilha? Até porque para os naturais nem custa muito ir apanhar a lancha, mas, por incrível que pareça, há visitantes que consideram essa necessidade um entrave à sua viagem.
Um dos maiores problemas desta aspiração é que o conjunto Pico - Faial não gerará muito mais tráfego do que o actual, deste modo, um aumento do número de voos para o Pico muito dificilmente não afecta o que se passa no Faial. Então, é impossível falar neste assunto sem mencionar o Faial, porque não se pode fazer alterações neste campo sem afectar as duas ilhas. No entanto, isto não devia ser um problema, devia ser possível entendermo-nos e melhor a situação do Pico sem prejudicar de uma forma marcante o Faial. Mas assim que se tenta falar na possibilidade de mandar um dos voos do Faial para o Pico é o que se vê.
Assim, é verdade que ainda há muito bairrismo, mas não é só no Pico e não se devia generalizar. Tento escrever este blog da maneira mais justa possível, vou puxando a brasa à minha sardinha como é natural, mas considero que não estou a ser extremista. Mesmo as minhas opiniões mais polémicas são fundamentadas. Não quer isso dizer que não existam outros pontos de vista também bem fundamentados e que podem até estar mais correctos que os meus, mas o que acaba por acontecer nessas situações é uma troca de galhardetes que depressa esquece o fundamental da questão, e não nos leva a lado nenhum. Por isso, sempre que queiram uma discussão séria estou aqui para isso, se querem fazer o do costume, a moderação de comentários só está ligada para me facilitar a noção da sua publicação e para cortar os raros anónimos que partem para o insulto e linguagem desapropriada, mas não esperem resposta da minha parte.

Marcus disse...

Rui said: "Até porque para os naturais nem custa muito ir apanhar a lancha, mas, por incrível que pareça, há visitantes que consideram essa necessidade um entrave à sua viagem."

Very true. My journey from England to Pico usually involves:
2h Car to a London airport
2.5h flight to Lisbon
2.5h flight to Faial
0.2h taxi to Horta
0.4h Ferry to Madalena
0.5h Car to house

There are also MANY hours of waiting between.
PLUS it's the same on the way back.
PLUS the ^&*% connections in Lisbon sometimes mean a costly hotel stay and Taxis

That is quite a Journey!
Similar often goes for foreign tourists wanting to climb Pico or just spend time there.
It also takes longer to get from the port to the other end of Pico.

Maybe Faialenses could take a taxi from Pico airport and the boat to Horta sometimes for a change?

Faialenses enjoy most of the benefits, maybe they should be fair, and happy with an equal share?

Cardeal disse...

Marcus, do que você se está a queixar muitos açoreanos, de outras ilhas que não o Pico, também se podem queixar, nomeadamente São Jorge, Graciosa, Flores e Corvo. Todas as pessoas destas ilhas sofrem este tipo de constrangimento, e eu não as vejo estarem aqui sempre a queixar-se, como fazem os do Pico. Além disso, as pessoas dessas ilhas (de coesão, como diz o governo)não têm a possibilidade de uma ligação marítima de 30 minutos que as leve a casa. Nós, os do lado de lá/cá do canal (Faial), também sabemos o que é isso da espera, e o que custa, pois no Inverno, muitas vezes, se queremos chegar a casa em determinado dia, vindos do continente, temos de fazer viagens pela Terceira, por São Miguel ou até mesmo pelo Pico, e são muitas as horas de espera, principalmente nos dois primeiros aeroportos, para se apanhar uma ligação. Não são só as pessoas do Pico que sofrem com os transportes aéreos. Cumprimentos.

Marcus disse...

True, Cardeal.
Is this maybe another reason not to have most of the flights for the central islands going to Horta?
It's not happened to me yet but I have heard of people missing flights completely when it is too windy for the boats. Some have also had to hire a motorboat to Horta because the ferry was full.
Marcus

Anónimo disse...

Um ILS para servir meia dúzia de gatos pingados. É caso para dizer, se houver ILS no Pico, então em Porto Santo já devia haver há décadas. Qualquer dia lembram-se de instalar um ILS no corvo.

Anónimo disse...

Caro palhaço: Vejo que não publicou o meu comment. Isso vai resultar não só no encerramento deste blogzito de merda, como ainda lhe vou pedir explicações sobre merdas que andou a escrever no LDF. É assim a vida... uns decidem, os outros aceitam as decisões... or else! Sempre que quiser alguma coisa já sabe... tem de telefonar para o Funchal, e eu vou atende-lo se não tiver mais nada que fazer. A mesma coisa que a SATA vai ter de passar a fazer. Vá se habituando, puto do politécnico, porque tá com sorte.. podia ser pior.

Jose Fontes disse...

Rui, não ligues aos abutres que por ca passam... continua com este blog.. PALHAÇO?!! é abuso... quem nao gosta nao venha ver o blog... MELGAS QUE NEM SEQUER TEM A CORAGEM DE DIZER O NOME... É PECISO TER LATA AINDA VIREM PARA AQUI MANDAR BOCAS... HAVIAM DE TER VERGONHA NA CARA... MAS TALVEZ NEM ISSO TEM... E DE TER DÓ DESTA GENTINHA!! TENHAM VERGONHAAAA!!

CarlosMSequeira disse...

É bom ver comentários de anónimos e ainda mais engraçado quando insultam alguém!!! Alguém explica-me o sucedido?...

Rui Medeiros disse...

Bem, isto tudo passa-se porque não estou a moderar os comentários 24 horas por dia e os Sr. anónimos além de chatear, querem chatear com efeito imediato! :P

Jony disse...

Caro Rui,

Aqui o Jony fez dois comentários ao mesmo tempo e na altura só viu um ser aprovado. Na altura não gostei. Agora já vi que já se encontra online.
Sem problemas então.

Abraço

Anónimo disse...

Gostava que os senhores do Faial se pronunciassem sobre o artigo "Comportamento, no mínimo, desumano!" publicado no jornal Ilha Maior de 21 de Agosto de 2009.

CarlosMSequeira disse...

Ao senhor anónimo do "Comportamento, no mínimo, desumano!" agradeço a facultação do artigo para que seja possivel comentar...

faustino disse...

Resumo do artigo se faz favor, porque eu não tenho acesso a um IM aqui e só daqui a alguns dias volto.
Outro assunto, em voo SATA em que viajei para o Faial( devia ter sido Pico) no ano passado a relação entre passageiros do Pico e total de passageiros era de mais de 80%, uns meses mais tarde voltou a acontecer o mesmo num voo para o Faial em que os meus pais viajaram. Qual a verdadeira taxa de ocupação dos voos da SATA entre os vários aeroportos, alguém conhece realmente?
Uma vez comentei que a questão do maior número de camas existente no Faial é uma questão interessante, quando se compram hotéis no Pico para fechar, alegando que a estrutura não tem condições, estranho, não. Acho que merece ser despedido do cargo quem faz uma coisa destas ou então tem alguma garantia sabe-se lá de onde de que dinheiro não faltará para alguma outra coisa.
Ou então, noutra situação, se recusa a construção de um hotel porque não tem "supostamente" um número mínimo de quartos/cama. Estranho não? SPOOOOOKY
Como dizem os espanhóis "Não acredito em bruxas mas que elas existem, existem"
Já agora não é com o pessoal do Pico que São Jorge tem de se preocupar para ter os seus voos para Lisboa, porque pelo que sei a saída é normalmente via Terceira. E já agora se o aeroporto de São Jorge tem ou vier a ter condições para receber aviões que façam ligação directa a Lisboa porque raio não devem ter essa ligação se conseguirem gerar tráfego. E para conseguir gerar tráfego é preciso testar dois ou três anos de uma forma séria uma rota e não ir atirando um voo uma vez ou outra para essa ilha/aeroporto.
Mesmo com um avião meio a TAP/SATA international tem mais lucro a viajar para os Açores do que a viajar cheio para outros destinos na europa onde os bilhetes são muito mais baratos para o mesmo percurso, pois além do que pagamos directamente existem mecanismos de compensação que o governo dá. Se não é assim mostrem-me os números e expliquem-me.

Cardeal disse...

Será que o Sr. anónimo poderia colocar aqui no blog esse artigo para podermos comentar.
Cumprimentos.