21 novembro 2008

Voos extraordinários do Natal II

Já saiu o press release habitual da TAP a anunciar o reforço da operação para a Madeira e Açores, que pode ser visto aqui.
Como já tinha sido dito, o Pico fica mais uma vez de fora. Será que voos cheios desde Agosto não correspondem a um amento de procura para este destino? Espero que os poderes políticos da nossa ilha não deixem isto passar em branco, quero pelo menos ver o descaramento da TAP na desculpa que dará desta vez.

20 novembro 2008

Promoções da TAP e a liberalização

A TAP anunciou uma campanha promocional em que oferece viagens de ida à partida de Lisboa e Porto para a Europa a 59 euros com tudo incluído. Mais uma vez, como se pode ver na imagem abaixo, parece que os Açores não fazem parte da Europa...


A desculpa até pode ser a do costume, como o espaço aéreo não está liberalizado, há certas condições a cumprir, e a verdade é que não se pode mexer nos preços das tarifas para os Açores de qualquer maneira.
Por isso mesmo, são este tipo de promoções que muitas vezes fazem reacender o debate da liberalização das rotas para os Açores, mas não nos devemos deixar levar em conversas que só referem o lado bonito destas tarifas.
Na última revisão das obrigações de serviço público, já foi introduzida a possibilidade das tarifas promocionais para os Açores, o que já se reflectiu na promoção de que falo no último post, cujos valores das tarifas nem andam muito longe dos desta nova campanha. Ainda se deve ter em conta que esta promoção está inserida no novo esquema de tarifas da TAP que as divide em 5 classes, cada uma com diferentes regalias, a que deram o nome de discount, basic, classic, plus e executive. Interessa então saber que todas as promoções entram na classe discount, que impõe sérias restrições ao uso do bilhete e, para se ter uma base de comparação, basta dizer que o serviço que é prestado aos residentes nos Açores equivale à classe plus. Ou seja, para se obter o tipo de serviços a que estamos habituados num ambiente liberalizado, vamos pagar caro. E se é discutível se precisamos mesmo de um jornal gratuito entre outras comodidades, o mesmo já não se pode dizer em relação à flexibilidade nas reservas e aquisições de bilhetes, por exemplo.
Assim, embora seja sempre preciso caminhar no sentido da melhoria do serviço aéreo nos Açores, é bom que não se iludam com manobras publicitárias e promoções que são mais a excepção do que a norma, e as usem como bandeira da liberalização.

12 novembro 2008

Descontos para os Açores!

Estão finalmente disponíveis as tarifas com desconto para residentes nos Açores nos voos sujeitos às obrigações de serviço público. Este tipo de tarifa já tem sido reivindicada desde que apareceram as primeiras promoções da TAP para a Europa, mas são uma novidade para os Açorianos que, pela primeira vez se deparam com grandes restrições no seu bilhete. Assim, apesar destas reduções serem uma media aplaudida por muitos, a verdade é que já se ouvem também algumas criticas, principalmente por parte de estudantes que se vêem limitados às tarifas habituais, uma vez que têm problemas em fixar algumas das datas de viagem com antecedência, recorrendo muitas vezes aos bilhetes com regresso em aberto ou a alterações das reservas, o que não é permitido para que se possa usufruir destas promoções.
Este tipo de problemas é bom para abrir os olhos de todos aqueles que defendem a liberalização completa das rotas para os Açores, porque de uma forma muito suave, introduz aos Açorianos algumas das desvantagens de um mercado completamente livre, um cenário para o qual, na minha opinião, os Açores não estão preparados.
Entretanto façam uma simulação, quer no site da SATA quer no site da TAP, e aproveitem a promoção porque os lugares são limitados e podem acabar depressa! Eu já fiz, mas infelizmente não tenho certeza das datas para puder usufruir desta nova tarifa.

06 novembro 2008

13º emenda ao AIP

Foi publicada hoje mais uma emenda ao AIP português, que entrará em vigor a 18 de Dezembro, na qual se introduz o aeroporto da Graciosa.
Mas o que me chamou a atenção nesta emenda foi a eliminação da tabela dos limites de vento recomendados para o Pico que foi motivo de grande discussão neste blog. Não sei porque o fizeram, até porque não acredito que a SATA e a TAP deixam de usar as mesmas tabelas como referência na operação no Pico, mas a verdade é que assim acaba-se de vez com a conotação negativa que muitos quiseram dar ao facto de estes estarem escritos no AIP, passando para os bastidores das operadoras que queiram vir ao Pico.

05 novembro 2008

Voos extraordinários do Natal

Recebi hoje o primeiro comentário indignado sobre a falta de voos extraordinários na época do Natal para o Pico, e achei que está na hora de escrever mais uma vez sobre este assunto. Digo mais uma vez porque este tem sido um tema recorrente todos os Natais desde que a TAP voa para esta ilha.
Assim, mais uma vez, não estão programados quaisquer voos extra para o Pico para colmatar o aumento da procura registada. E é fácil afirmar que a procura este ano ainda é maior que em anos anteriores, uma vez que o voo de 20 de Dezembro já estava cheio em Agosto. No entanto a TAP faz orelhas moucas a qualquer pedido, vá-se lá saber com que desculpa desta vez, mas não há que desesperar uma vez que para o aeroporto da Horta já estão 12 voos extra marcados. E lá vamos nós encher estes voos de novo, porque a alternativa é perder-se dias de férias e ninguém prefere isso a uma viagem extra no Cruzeiro do Canal.
Será que é assim tão difícil programar mais 2 voos para o Pico nesta época? Será que distribuídos por esses 12 voos que vão para o Faial não vão muitos mais passageiros com destino ao Pico do que os que cabem em 2 voos?
Quando fiz a minha reserva comentou-se que seria muita má vontade da TAP se não fizesse qualquer voo extra para o pico este ano dado o estado das reservas… Será que é só má vontade da TAP que impede tal sacrilégio que seria um voo extra para o Pico?