01 março 2008

TAP pondera deixar os Açores

Podem ver a noticia em:
http://www.correiodosacores.net/view.php?id=5651

Do meu ponto de vista, a TAP até tem razões para estar descontente com as mudanças, mas não sei que direito terá em decidir o que deve ser o serviço público nos voos entre o Continente e os Açores.
De qualquer modo, acho que está a fazer bluff para ver se consegue ainda puxar a brasa à sua sardinha, vamos ver se tudo isto não atrasa a entrada em vigor das novas regras.

26 comentários:

BRIANDA PEREIRA disse...

Finalmente conseguimos saber qual a ocupação dos vôos da TAP Lisboa /Pico . Média de 75 passageiros por vôo, o que significa menos de 50% de ocupação em cada vôo.
Não admira que esteja desejosa de ser ver livre da Gateway do Pico.
Rezem para que não haja liberalização se não querem voltar a atravessar o canal para ir a Lisboa.

Anónimo disse...

Rezem que não haja liberalização se não querem ter de pagar um bilhete até à Terceira ou Ponta Delgada para ir a Lisboa, estará mais correcto.

Padre disse...

Bem!!! Atravessar o canal já tem que atravessar muitas vezes e queixam-se, mas queriam por a populaçao de São Jorge fizesse o mesmo e por sinal não haveria problema.
Quanto a ocupação não é novidade mas nesses 75 devem estar muitos passageiros do Faial.
É lamentavel que a TAP deixe de operar as rotas dos Açores principalmente por teimosias dos Picoenses e sem qualquer fundamento a querer mais voos.
Estamos a chegar um ponto que é vergonhoso a persistencia e birra,então chegamos á conclusão que S.Jorge tem de ter uma gateway também.(temos direito ao serviço público tambem)

TAPado com estas vergonhass disse...

Se fizéssem esse voo à sexta ou a segunda de certeza que teriam acima dos 50%.
Por exemplo não me dá jeito nenhum ir a Lisboa numa terça, mas sim ir numa sexta ou segunda. Então prefiro ir pelo o Faial, se fosse pelo Pico nas ligações da Sata chegava tardíssimoa Lisboa. E muitas pessoas fazem o mesmo como eu.
A Tap como nao quer vir ao Pico inventa estas deculpas!! Ela é que determinou a 3.ª feira por isso a culpa é da transportadora. Esta sabe muito bem a realidade das ilhas do Pico e do Faial, mas é teimosa. A Tap diz que a "operação que é deficitária", nao o é pois faz ligação também com a Terceira e esses números sobem drasticamente.
Quanto aos Jorgenses deixem-se de tolices, vocês tem melhor ligações inter-ilhas que o Pico, não se queixem, mas considero que vocês também têm direito ligações com Lisboa e deixem-se dessas comparações de ter hoteis de turismo.
O que está em causa aqui é o transporte de residentes e não se vêm muitos ou puco turistas.
O que considero é que se os voos Pico / Faial fosse repartidos de forma igual, mas só quando estiverem reunidas todas as condições no Pico.
Então antes tivessem feito este investimento no Pico no Faial. Foi só para desperdiçar dinheiro.

Anónimo disse...

Sr.Padre não sei se serão muitos os Faialenses nesses 75 passageiros, mas alguns serão concerteza,logo a estatistica peca por excesso.
Eu como Picaroto e se pudesse faria pressão sobre o governo para investir na nossa ilha mas noutros sectores.
Não me importa de apanhar a TAP na Horta mas tambem digo que se as ligações ao exterior forem liberalizadas o Pico será a ilha que mais vai perder.

Two-way channel disse...

Concordo que seja bluff da TAP.

As novas regras são muito más para o Pico porque não houve coragem por parte do Governo regional em exigir outras condições de operação para o Pico. Quem nos apoiará? Pelos vistos os Jorgenses, não - ou estes que aqui escrevem. O Faial, vade retro... No Pico, os políticos não querem levantar ondas - um lugar quentinho é mais confortável, e os passageiros estão habituados a marchar para o Faial sem protesto.
Deixem-se de contabilizar ocupações, sobretudo no inverno.
Venham mais voos para cá, e, não havendo que atravessar o canal para lá, e com alguns de lá para cá, não havendo voo lá, cá subirá a percentagem... ah ah

Padre disse...

O unico bluff aqui será dos Picoenses,o de ir mais voos ao Pico,pois não podemos andar a sustentar o erro persistente de voçês.
Qualquer indíviduo com 2 dedos de inteligência e que esteja a gerir a TAP não quer mais voos para o Pico,porque o serviço publico já está mais que garantido e será sempre uma rota que não interessa a nenhuma companhia aérea.
E já agora tirem os faialense dessa estatistica de 75 passageiros,na taxa de ocupação, e veremos o verdadeiro numero.
S. Jorge tambem tem os mesmos direito de serviço publico que o Pico.
Que Deus vos abençoe

Anónimo disse...

Faialenses a voar regularmente pelo Pico... lololololololololol
era esse o objectivo, fazer-nos rir, certo?

Anónimo disse...

Está dificil de entrar nessas cabecinha duras que a rota do Pico Lisboa não interessa,e oxalá não venha a causar mais disaboresaos Picarotos.
Voçês andam em "guerra" com o Faial,não querem voos para S.Jorge,estão a meter-se com os interesses da terceira e ainda criticam P. Delgada,tenham cuidado porque ainda podem queimar-se.
E com 200 e tal camas para oferecer muitas de qualidade duvidosa...isso está mesmo mau

Anónimo disse...

Já agora so mais uma informação que pode interessar:
Supplement to Annex 14 Aerodromes
Volume I-Aerodrome design and operation.(third edition)
Chapter 3--3.4.3
airports international.
Vejam quais os aeroportos internacionais.

Ana Clara disse...

Meus amigos
O problema está neste servico publico de transporte aereo muito mal defendido pelos governos de Sócrates e Cesar.Para se exigir um serviço publico condigno tem que se pagar.Não é com um subsidio de 80 e tal euros por passageiro que teremos as ligações que queremos.A exigencia deste serviço é frágil pouco exigente e pouco consistente.
Quanto aos lowcoast(passagens mais baratas)penso ser um erro do governo pensar que passamos a ter turismo de pé descalço.É um erro tremendo.É falta de alcance futuro
Neste momento os destinos destas companhias estão a lucrar imenso não só no turismo como em trabalho.
É que a disponibilidade de dinheiro é muito maior para o passageiro onde o deixa em hoteis restaurantes e divertimentos ect.
Disso não tenham dúvida
Agora só uma pergunta?
Em executiva Açores Lisboa pago muito mais do que em executiva Lisboa Bruxelas e tenho um serviço completamente diferente
E aqui é que está a tal falta de exigencia e credibilidade do serviço publico.
Açores Lisboa servem uma refeição abaixo de cão, por exemplo(um bife ,sem mais escolha) enquanto Lisboa Bruxelas a mesma companhia e talvez o mesmo avião me dá a escolher uma ementa de dois pratos ou mais,vinhos de qualidade etc ect.
Quanto à gateway do Pico foi muito mal defendida por este governo neste novo serviço publico com valores de oferta muito baixos.

Anónimo disse...

"3.4 Runway end safety areas
General
3.4.1 A runway end safety area shall be provided at each
end of a runway strip where:
— the code number is 3 or 4; and
— the code number is 1 or 2 and the runway is an
instrument one.
Note.— Guidance on runway end safety areas is given in
Attachment A, Section 9.
Dimensions of runway end safety areas
3.4.2 A runway end safety area shall extend from the end
of a runway strip to a distance of at least 90 m.
3.4.3 Recommendation.— A runway end safety area
should, as far as practicable, extend from the end of a runway
strip to a distance of at least:
— 240 m where the code number is 3 or 4; and
— 120 m where the code number is 1 or 2.
3.4.4 The width of a runway end safety area shall be at
least twice that of the associated runway.
3.4.5 Recommendation.— The width of a runway end
safety area should, wherever practicable, be equal to that of
the graded portion of the associated runway strip."

Anónimo disse...

Então conclui-se que a pista do faial tem de aumentar por causa do resa,ou estou errado?
Segurança a cima de tudo!!!!

Anónimo disse...

ver comentários de:
Mais uma vez a ampliação da pista do Faial no arquivo de Novembro de 2007

Anónimo disse...

Eu pensava que o segurançã está sempre acima do custo beneficio,mas provavelmente neste caso não,porque ao Pico não interessa!!!
E sabemos que quanto mais movimentos se realizarem,maior é a probalidade de acidente;Logo como no Faial existem muito mais movimento a probalidade será muito maior,conclui-se que é mais necessário uma pista de maiores dimensões no Faial e no Pico está bem assim.

artur xavier disse...

"O mar é imenso, mas a estupidez humana é incomensurável!"
Quantas vezes ouvi esta expressão, de um querido amigo e colega de profissão?! Peço imensa desculpa mas, ao ler alguns destes comentários, foi o que me veio à cabeça!
Bem sei que uma meia dúzia de iluminados falam, apenas, por si. No entanto, a "Sedes", no seu mais recente estudo, alerta para um mal-estar na sociedade portuguesa que poderá originar uma crise social de contornos difíceis de prever.
Serão estes, também, alguns indícios dessa crise?

Padre disse...

Bem eu em termos tecnicos nao percebo o que quer dizer resa.se alguem me explica-se eu agradecia.
Mas penso que a seguranca e sempre importante.

Two-Way channel disse...

Olhem que o padre tem uma cabeça do tamanho do morro das Velas! Só não sabe o que é RESA...
Teimoso, nunca irá entender que o o tráfego do Pico está partilhado com o Faial, e que é de elementar justiça, uma vez que já cá temos a estrutura aeroportuária, que os passageiros locais e outros que a esta ilha se dirigem, não tenham que atravessar o Canal. Foi decidido que teríamos essa estrutura. É diferente defender-se a não estagnação e valorização do existente do que partir-se para obras obras novas, como querem "estes" jorgenses. E saiba que um passageiro do Faial só sai/entra pelo Pico em caso de vida ou de morte! (já sei que vou ter aqui testemunhos dos únicos 2 ou 3 que por cá passaram - são muito actiiiivos!)
Cada um valoriza a sua terra. Diz-se que até quem nascer "às portas do infermo" acha o local o melhor do mundo. Isso às vezes cega. Então a lógica é todas as ilhas beneficiarem de ligações a Lisboa?

Quem julga que não estão reunidas condições de operacionalidade no Aeroporto do Pico por não haver combustíveis, está a errar. Os combustíveis são importantes, mas não são fundamentais. São é desculpa - do Governo regional e do Governo da República. No caso do Pico, isto tem alimentado o pretexto da TAP, para querer descartar as rotas que menos lhe interessam. Mas essa companhia vem à HORTA sem reabastecer, às vezes. Para o Pico é que necessário? Até é uma incongruência. Se a justifição são poucos passageiros, haveria hipótese de prescindirem do combustível da Terceira. E o voo pela Terceira até lhes interessa: é 2 em 1... O problema é que não há quem queira impor regras de serviço de transportes equitativas e retirar à Horta o excesso de voos que tem por causa do Pico e realizá-los no devido sítio.
E a pista do Faial não tem que aumentar porque são custos imcomportáveis, quando cá temos um porta-aviões mais viável e seguro... E já teve muito tempo de "reinado"... (é proibido voltar a argumentar com vento sul, porque eu retribuo com vento norte e nevoeiros, ok?

O número de camas já foi colocado aqui pelo dono do Blog. Para quê esgrimir números falsos?

Ana Rita disse...

O que poderia agravar a crise era termos que andar a pagar voos vazios para o pico,e pelos vistos faz com que a TAP queira deixar de vir para os Acores.
Ainda nao perceberam as vossas limitacoes.

Anónimo disse...

Secção 1.3.1 do AIP Português classifica o aeroporto do Faial como Nacional...

Anónimo disse...

Sobre o mesmo assunto:

http://www.linhadafrente.net/modules.php?name
=Forums&file=viewtopic&t=12463#116335

(o Link é todo apegado)

Anónimo disse...

O que a ignorancia faz!!!!
O Sr. Two Way:
1 Se a TAP não vai ao Pico e porque não quer e não interessa.
2-Provalvelmente não percebe nada de operacionalidade,senão nem tinha esses comentários ignorante.
3-O serviço publico já está mais que garantido,por isso só deve haver mais voos para o Pico se o maecadora o exigir,senão já tem mais que suficiente.
4-Quanto ás portas do inferno,isso e conversa de...
5-Mais vocês nem camas tem,como querem ter aviões.
6-Quanto a terem um aeroporto mais seguro...o problema será acabar com o vento sul.hihihih!!!!
7-Agora quero ver quem vai suportar os custos de manutenção dessa arvoe de natal.mas sem brinquedos!!!!(o aeroporto do Pico,como é logico)

Two-Way channel disse...

O padre foi despromovido. Passou a anónimo. E não percebe que não está na vontade das companhias "vir" a um aeroporto.

Operacionalidade, venha-me ensinar; comece por consultar as siglas e os termos que desconhece. Tudo o que escrevi é verdade e comprovável.

Isto já é conversa de café, por isso, nada mais há a acrescentar. Cada um na sua e...

Padre disse...

Já que é um especialista em estatistica,veja qual foi a percentagem de subida do Pico nos ultimos 15 anos, não só em movimentos mas em passageiros e compare com a de S. Jorge.
E agora sim está tudo dito.

Anónimo disse...

Já agora deve haver confusão com a despromoção.Mas muito do que se diz aqui realmente é conversa de caserna porque apenas se vê numa direcção e os numeros verdadeiros não podem ser alterados,e isso é que chateia os picarotos

Rui Medeiros disse...

Porque muito pouco se tem dito sobre o assunto do post e se partiu mais uma vez para a guerrilha, considerem este post fechado a novos comentários.