17 março 2008

Que venham os Bombardier Dash 8

Já foi anunciada a escolha da SATA Air Açores, 2 Dash 8 Q200 e 4 Dash 8 Q400.
Na minha opinião a escolha tem boas potencialidades, temos agora de esperar até 2009 e 2010 para ver o que fazem com eles.

38 comentários:

PAI REAL disse...

Prontos na minha opinião é uma boa compra e finalmente que está dicidido.
Mas temos que se REALISTAS, quem nao concorda está "cego".Vamos lá ver uma coisa os Jorgenses, com o dorbo da população que St. Maria vai ter o quê? DASH 37 LUGARES; St Maria? DASH 80 LUGARES; Pico em que há meses mais de metade do ano, tem menos passageiros por mês que São Jorge o quié que vai ter? DASH 80 LUGARES; São Jorge? DASH 37 LUGARES...enfim esta politica vem de mà a pior. E ninguém venha com desculpas que é porque sjz tem pista curta...não senhor DASH 80 lugares, vai a São Jorge. Mas perem vamos lá ver uma coisa até vamos pensar que o dash 80 lugares n vai a São Jorge!!! Ah mas pera lá...2010 a pista de são jorge já tá com 1500 e poucos metros...prontos pista nova, avioes novos em 2010...então com pista nova há desculpas? Claro que não..o pico até concordo 80 lugares, agora SANTA MARIA? POR AMOR DE DEUS...QUEM NAO VE QUE ISTO TÁ MAU 80 LUGARES PARA ST.MARIA ENTÃO TÁ MUITO MAL. Mas pensado bem isto tem as suas vantagens para os jorgenses, sei que há jorgenses que gostam de movimento...64 lugares actualmente, 4 voos diarios no Verao..epoca alta (julho agosto) os 4 voos vão cheios. até as vzes há 5. Tão vamos lá ver fazendo as contas 37 lugares, na epoca alta São Jorge com os DASH 38 LUGARES pode vir a ter 8 voos por dia...Sim sr.!! Abraços

José Melo disse...

Finalmente Rui! Demorou, mas sempre vêem os bonitos dash8 para a nossa terrinha. :)

António disse...

Como será que eles se comportam com os nossos ventos? Alguém sabe?

António disse...

Para o pai real
Se o movimento é esse no verão de certeza que os srs da Sata, que não são parvos, vão enviar os Q400.
Quanto ao facto do aeroporto do pico ter menos tráfego de passageiros do que o de São Jorge, sem querer desvalorizar a sua opinião, julgo que terá a ver com duas situações: muitas vezes saímos pelo Faial por falta de voos no Pico e pelo facto de alguns voos cancelarem e serem desviados para o Faial. A exemplo disso no ano passado um voo para o Pico foi cancelado e os passageiros reencaminhados para o voo do Faial que saía daí a uma hora, sendo que os passageiros do Pico quase se atropelaram para garantir lugar no avião para o Faial, julgando que este estaria perto de lotado, no final apenas tinha sete passageiros , o que permitiu levar os vinte e oito que deveriam ir no voo do Pico e não se importavam de passar o canal de lancha.
Por esta, e por outras, é que eu gostava de um estudo sério nos nossos aeroportos, para saber se as pessoas estão a chegar ao seu destino final ou apenas em "trânsito" para outra ilha.

Cardeal disse...

Impressionante a mentalidade das pessoas que por aqui escrevem. Os aviões ainda não chegaram e já começaram as guerras para ver quais as ilhas que vão ter aviões maiores. Enfim, é a mentalidade de muitos, gostam de pôr o carro à frente dos bois. Sejam pacientes e não comecem logo a alimentar estas guerrinhas. quando os aviões chegarem logo se v~
e quais os que servem melhor cada uma das ilhas. Com certeza eles vão afectar os aviões conforme os passageiros que tiverem de transportar. Bem hajam.

Anónimo disse...

Vamos lá ver se algum vai dar um beijinho ao pico da esperança

João Soares disse...

O anonimo que disse isso do Pico da Esperança que não comece já a rugar pragas :p ... No gozo, vá acho uma boa escolha, mas alguem pode-me dar informaçao ou opiniao se estes aviões se vao portar tao bem como ditos ATP's nas nossas condiçoes de Tempo? Abraços de um jorgense.

Padre disse...

Estes avioes sao mais rapidos,economicos,menos ruidosos,tem mais capacidade de carga e passageiros.
A unica coisa que nao conseguem ultrapassar sao os 20 nos de Sul no Pico,...mas isso sera eterno.

Acolito disse...

bom... pelo que vejo, as asinhas dos novos avioes sao em cima... isso é a nova forma de combater os famosos ventos do pico...? tipo... a tap tem as asas em baixo, a sata tem baixo, a ryanair é em baixo, a air luxor é em baixo... vejo uma certa coincidencia... a sata finalmente vai aterrar de jeito no pico? la tera que o aeromodelismo ficar de parte por essas bandas... ficara com mais movimento o aerodromo... Cumps Acolito

Padre disse...

Julgo que o que interessa e saber a qualidade dos avioes e nao estarmos sempre com rivalidades,mas nao acho certo o pico ter avioes maiores se em s.jorge o movimento aumenta mais que no pico.

João Soares disse...

Padre isso nao acho certo...para mim sao jorge e pico deviam ter os dois o 400...agora santa maria ter o 400 e sao jorge o 200 é que é mau de mais. Abraços jorgense

Padre disse...

Tem de haver paciencia porque no pico nao podemos ter o movimento da horta em 1 ano,2 ou 3 mas tb sem capcidade de hotelaria podem vir 747 que vao ficar para o faial.
Temos de repensar os nossos investimentos no futuro.
Este aeroporto vai ser uma dor de cabeca e para sustentar isto nao sera facil.

SukhoiLover disse...

Quando eu vejo este tipo de discussões sobre quem fica com o maior avião, a única coisa que eu penso é: RIDÍCULO.

Isto não se trata de ver qual a melhor ilha e quem fica com o maior avião, trata-se de negócios e atribuir a cada ilha um avião que satisfaça as necessidades de cada ilha, e não compete a nós julgar isso, mas sim a um conjunto de técnicos especializados que trabalham na SATA.

"Padre isso nao acho certo...para mim sao jorge e pico deviam ter os dois o 400...agora santa maria ter o 400 e sao jorge o 200 é que é mau de mais."

É mau demais? Porquê? Não é uma questão de dimensão da ilha ou população mas sim de volume de passageiros e quando numa ilha como em Santa Maria existe uma média de cerca de 45-50 passageiros em todos os voos faz todo o sentido que o Q400 venha para Santa Maria, a menos que vossas excelências, com toda a vossa brilhante criatividade, arranjem uma maneira de "enfiar" os outros 8-13 passageiros dentro do Q200.

Pai Real disse...

Eu por mim acho que o Pico...tem capacidade para no Verão ter 2 voos low-cost por semana...claro que mais que isso não...mas 2 era bom...sterling e rynair...737...nem que escalasse primeiro em lisboa antes de seguir para o resto da Europa, já era bom, isto claro depois de instaldo o ILS e o Combustivel.

João Pedro disse...

Esta será sem duvida uma boa compra porque os atp´s estão velhotes mas para o pico nao resolve nada em relação ao vento sul,em s.jorge já não temos esse problema e poderemos ser uma boa alternativa.

Paulo Pereira disse...

Vamo-nos deixar de bairrismos serôdios.
Os dois aeroportos deveriam funcionar em associação. Quando o vento impede a aterragem no Pico, utiliza-se a Horta e vice-versa.
Ou quando a pista da Horta estiver molhada, para evitar incómodos no transporte de bagagem, utilizar-se-ia o Pico devido às questões operacionais.
Não somos uma região rica para o governo regional desviar o investimento precioso para o desenvolvimento todo o arquipélago em obras faraónicas de aumentos de pista.

Ricardo Oliveira disse...

Amigo de Santa Maria... quantos voos voces tem aí por dia na época alta? 4 secalhar como nós...vão os 4 todos os dias 100% cheios? pois é amigo, em São Jorge os 4 vão completamente cheios... voces aposto que ñ vão totalmente cheios. Para além de mais, engana-se a questão da população tem um pouco haver com a questão do nr de passageiros, para além de mais muitos açoreanos são da opinião que voces so tem o Q400 porque voces "vivem do aeroporto" pai irmao e tia trabalham lá, o vizinho e a vizinha na torre...epah sem querer insultar mas por favor voces metam a mão na consciencia (Santa Maria)...Abraços

SukhoiLover disse...

Quer me parecer que você não entendeu bem a taxa de ocupação dos voos que partem de cá, mas já que é assim tão esperto, diga-me onde raio é que você pensa enfiar os outros passageiros no Q200??
No porão de carga??

Não me parece.

Curioso disse...

Boa tarde!!
Esta e a minha primeira vez que entro neste blogue,e vejo que a discussão está animada.
Pelos meus anos de aviação,apenas posso dizer que os Açores numa relação de custo/benefício,andamos todos a sustentar Pico e S.Maria,certo que devemos ter serviço publico para todos, mas nunca desta maneira a servir bairrismos.
Quanto aos novos Aviões sem duvida que é excelente aquisição,e mais não posso dizer...

o padrinho disse...

Para o Paulo Pereira,investir no aumento da pista da Horta, manifestamente curta para o tipo de tráfego que tem, é um desperdício,mas gastar milhóes para aumentar uma pista, para servir um vôo por semana,como foi o caso do Pico,está justificado.
Que mais terá para dizer este iluminado !!!!!

Padre disse...

Concordo com o padrinho,porque a segurança tem de estar sempre presente na aviação e os investimentos a fazer seriam sustentáveis em S.Jorge,não só pela segurança como pelo crescimento de tráfego nos ultimos anos, por isso, deveriamos ter um ligação semanal a Lisboa como no Pico.

Joao Pedro disse...

Se voces tiverem uma ligacao semanal,entao no pico teremos que ter pelo menos 4 a 5 semanais porque somos uma ilha com muito mais futuro e o servico publico assim o exige.

João Soares disse...

Conhecidos meus de mais idade que eu dissem que já ouvem pelo menos à uns 20 anos "Pico ilha do futuro" e nunca passou do que é, é pena, continuem a lutar senão neste andar daqui 20 anos está são jorge e vossa frente.

Anónimo disse...

O Padrinho tem razão, gasta-se uma furtuna no aerodromo do Pico, e depois tenta-se impor mais voos para Lisboa, quando toda a gente sabe que o que existe foi tratado numa adega com o titular dos transportes, e que não faz sentido nenhum em termos de rentabilidade.
Neste país ainda existem voos políticos sem viabilidade, até quando?

Anónimo disse...

Ao João Pedro: não te iludas, S. Jorge é uma ilha linda, tal como o Faial, não são só pedra, silvado e lenha. Espera mais uns aninhos, e verás a população do Pico a diminuir em grande escala, até menos de 10000 pessoas. Grande futuro!!!

Two-Way Channel disse...

"Para o Paulo Pereira,investir no aumento da pista da Horta, manifestamente curta para o tipo de tráfego que tem, é um desperdício,mas gastar milhóes para aumentar uma pista, para servir um vôo por semana,como foi o caso do Pico,está justificado."

A este/a senhor/a só digo:

Se os passageiros de e para o Pico tivessem alternativa real na sua ilha, o aeroporto da Horta reduziria muito o seu movimento. Tal aumento, então diminuição, já não se justificaria. Aí reside a razão de os faialenses quererem o aumento da sua pista, antes que o Pico "acorde". Lá chegaremos. Como não é só o "mercado" que dita regras, aí estão as decisões políticas que faltam, tal como "colocar" no Pico os voos que saem da Horta justificados com passageiros de lado de cá do canal.

Venham para cá esses voos e o "pessoal" do Faial atravesse também o canal em sentido contrário, como os picoenses tem feito sempre!

O PADRINHO disse...

Jà lá vão quase três anos de Gateway e nâo conseguem passar dos 50% de ocupação dos vôos! Se não fosse a escala na TERCEIRA !!!!!
O Faial não pode ser responsabilizado pelo facto dos Picarotos não terem o hábito de viajar! Pelas recentes estatísticas oficiais o Pico foi o único aeroporto a descer em relação ao ano anterior.Se não alterar a tendência decrescente, qualquer dia é ultrapassado por S.Jorge, que por sua vez também tem o direito de exigir uma Gateway e com mais razão do que o Pico,pois não tem a facilidade que o Pico tem de utilizar o Aeroporto da Horta para chegar a Lisboa.

Caldeira Santo Cristo disse...

Numa ilha que não tem uma vila de jeito, é só pedra, a população envelhece em grande escala, dentro de alguns anos, não sei quantos, ficará reduzida a menos de 10000 pessoas, a vossa sorte, por enquanto, é haver um irresponsável pelos transportes que no meio de petiscos e pinga numa adega, conseguio impor contra a vontade da TAP, esse voo sem sentido, e que todos temos de pagar os prejuízos.
Venham às Velas e vejam o que é uma Vila a sério, e depois regalem-se com a beleza da ilha!!!

Hitman disse...

épá, se o Pico é assim tão mau como o pintam, qual é a necessidade de tanta inveja e mal dizer?

Triângulo maravilhoso disse...

Ao amigo channel: para sua informação, a TAP à quatro ou cinco anos atrás, segundo fontes bem informadas, estava inclinada a não voar para a Horta, porque o movimento andava nos 70000 passageiros ano, o que não era suficientemente atractivo para a companhia. Agora veja lá, se é assim, como é que querem dividir um movimento residual de passageiros, 85000 actualmente, e deitar tudo a perder?Querem voltar a só ter voos para Lisboa através da Terceira e S. Miguel? Pensem bem nisto.

Rui Medeiros disse...

Enquanto existirem as obrigações de serviço público e enquanto a TAP quiser voar para os Açores, não tem nada que querer ou não voar para a Horta, pois é obrigada a isso.
85 mil passageiros já são significativos, senão vejamos o caso da futura taxa a ser aplicada às tarifas de viagens aéreas por causa das emissões de CO2. Foi já garantida pela união europeia uma isenção para os voos de serviço público com menos de 30 mil passageiros por ano. Ou seja não somos só nós nos Açores com voos desta natureza. Se a TAP não quer 85 mil passageiros por ano que deixe de nos importunar. Para já, enquanto houver SATA e obrigações de serviço público, haverá quem faça os voos.
Esta é uma das razões porque é preciso ter cuidado quando se fala de liberalização dos voos para os Açores. Acredito que de verão não houvesse problema em garantir voos para a Horta, mas de Inverno já é outra história. Agora as constantes ameaças da TAP em deixar de voar para os Açores porque não lhes interessa uma rota ou duas não são para levar a sério, na minha opinião até têm razões para não estar felizes e quererem puxar a brasa à sua sardinha, mas a verdade é que falam, falam, mas não se vão embora, e quando perderam Ponta Delgada para a SATA foi o barulho que se viu.
Querem voar para os Açores, têm que cumprir as obrigações. Não gostam, não concorram.

Triângulo maravilhoso disse...

O meu problema é que tenho muitas dúvidas sobre a capacidade e vontade da SATA, apesar de ser nossa,de servir as ilhas do Triângulo em condições. Eles só pensam em S. Miguel e o resto é paisagem.
Se a TAP é totalmente privatizada estamos fritos, pois eles não querem saber de destinos com números como a Horta, e muito menos do Pico. Oxalá me engane!!!

Rui Medeiros disse...

http://www.azores.gov.pt/
Portal/pt/entidades/pgra-gacs/
noticias/Interven%C3%A7%C3%A3o+
do+secret%C3%A1rio+regional+de+
Economia+sobre+transportes+nas
+Jornadas+T%C3%A9cnicas+de+Turismo.htm

P.S.: Estes links do azores.gov são meio esquisitos, foi preciso cortá-lo para caber aqui, copiem todas as partes e juntem-nas na janela do endereço para o link funcionar.

Anónimo disse...

Quanto aos bombardier..nao sou sa deles...o Q400 tem algums problemas de trem de atteragem. O Air Escandinavia, tive 3 or 4 problemas em 3 meses ou coisa assim, e resolveram abandonar os bombardier.
Com relacao ao assunto, pico faial, tap, quem deve ter mais ou menos, quantos voos, isto ate ja tem cheiro. Nenhuma ilha excepto terceira e sao miguel tem volumes para sustentar viagems da tap todos os dias. Se fosse eu o responsavel pela transportadora, parava os voos para o faial todos os dias e repartia-os por as 2 ilhas. Assim e que era, 4 voos para o faial, 3 para o pico e so 1 voo diario e com estes voos em dias alternados, era assim que se acabava com esta merda de conversa entre pico e faial. No verao se for preciso entao poderiam usar voos extra. No futuro claro que tinha que se ter sao jorge em conta. O faial apenas utiliza o facto de o pico ter so uma viagem por semana para poder fazer com que as estatisticas aumentem. Nao percebo como e que alguem tem a lata de dar dois voos diarios para uma ilha e dar um semanal para a outra, isto so mesmo em portugal.
Enfim e o pais que temos.

Paulo disse...

Mas qual o problema de voces com santa maria? Para Santa Maria os voos vao quase sempre cheios, sempre a rondar os 60 passageiros.

Anónimo disse...

Não se esqueçam que na Horta há controle de tráfego aéreo até ao chão.. no pico e são jorge há pessoal da sata a dar informação de ventos aos aviões na final (é uma diferença substancial). Alem das condições de ventos que são bem piores por norma nessas duas ilhas, onde na horta é bem mais raro haver ventos cruzados significativos.

Anónimo disse...

bem ke discussao animada!!! nao se preocupem ke todos chegaremos ao destino! a minha unica preocupaçao é a elevada taxa de acidentes com estes tipos de avioes e a deficiencia realmente ja notada no trem de aterragem!!! os avioes tem mts queixas que ate a dinamarca e a suecia ja recusaram estes avioes mas gostaria de saber o porque da sata mesmo dps de saber de tanta queixa ainda os compra!!! será ke estavam em saldo^?!?!!? e quando temos nas nossas ilhas um clima intenso e os embates nas pistas sao impossiveis de controlar kkr dia andaremos nós de bico no chao!!! bom ou mau eles tem mts keixas, portanto vamos tomando atençao... segurança primeiro!!! saudaçoes jorgenses **ana**

Rui Medeiros disse...

Ana, os Q400 da SATA não são da mesma versão dos que causaram problemas com os trens na SAS, e já foi provado que as causas desses acidentes tiveram a ver com falhas de manutenção. O Q400 é tão propicio a acidentes como qualquer outra aeronave, não é mais nem menos.
Aliás, a Wideroe, do grupo SAS, comprou novos Q400 contra a opinião da companhia mãe porque são os melhores para o seu tipo de operação.
Além disso é uma aeronave com uma performance claramente superior ao ATP, o que lhe dá algumas vantagens operacionais.
Se pesquisar a fundo qualquer tipo de aeronave verá que à sempre quem diga que são más. Aliás existem criticas bastante mais fortes ao ATR, que seria a outra opção da SATA.
Resumindo, não acredite em tudo o que vê nos media sobre aviação, e pode estar descansada quando for voar nos DASH.