09 fevereiro 2008

Estatística do movimento nos aeroportos Açorianos 2007

Já estão disponíveis no site do Serviço Regional de Estatística dos Açores (http://estatistica.azores.gov.pt) as estatísticas referentes ao movimento nos aeroportos Açorianos no ano passado. Abaixo deixo 2 dos quadros que lá se podem encontrar.É de notar que o Pico foi o único aeroporto onde o desembarque de passageiros decresceu em relação ao ano anterior.

25 comentários:

Anónimo disse...

http://vitis.blogs.sapo.pt/

One-way disse...

A estatística não reflecte a realidade de Faial e Pico. Tem que se deduzir 28.897 pax do total do número de passageiros do Faial e adicioná-los ao Pico.
Todas as outras ilhas reflectem números reais, pois não tem canal para atravessar num só sentido. Ah sim! O Pico também teve 53 passageiros que vieram do Faial - são a excepção que confirma a regra.

Anónimo disse...

COMPARAÇÕES ENTRE FAIL E PICO PARA CALAR A BOCA A ALGUNS

POPULAÇÃO
FAIAL------------PICO
15.426---------14.806
NASCIMENTOS
159-------------134
ÓBITOS
178-------------182
ALUNOS
2882------------2596
PROFESSORES
421-------------424
HOSPITAIS
1---------------0
CONSULTAS
51.056---------28.127
MÉDICOS
40--------------13
AUTOMÓVEIS VENDIDOS 2007
504--------------383
Nº AVIÕES
2.078------------830
ALOJAMENTOS
783-------------456
DORMIDAS
90.468---------40.951
DEPÓSITOS BANCÁRIOS
146.776---------111.413
PASSAGEIROS NO AEROPORTO
95.725------------27.509

CONTRA FACTOS E REALIDADE NÃO À ARGUMENTOS.
TENHAM PACIÊNCIA

SÓ MAIS UMA ACHA
SÓ HOSPITAL DA HORTA PAGA MAIS VENCIMENTOS QUE TODA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DA ILHA DO PICO

Rui Medeiros disse...

one-way, porquê 28.897?

ONE-WAY CHANNEL disse...

Cá está outra vez a comparação entre Faial e Pico! Só um ceguinho não quer ver que muitos dos números do Faial se fazem à conta do Pico. Falácias destas deixarão de ser credíveis. Quando houver decisões que não coarctem o desenvolvimento da 2ª maior ilha dos Açores, então os receptáculos e usurpadores do crescimento desta ilha hão-de ficar sem argumentos! O poder da ilha-capital do ex-distrito da Horta irá esvair-se um dia, não muito distante. No caso do hospital, como em tudo, se houvesse escolha, bem poderiam pagar este mundo e o outro. O direito de acedermos à saúde e aos transportes por uma porta que não é nossa, chegará, para desgosto de quem, tradicionalmente, viveu à sombra de outrem… Sabe-se lá se a direcção da viagem no canal se inverterá!

O padrinho2 disse...

Sr anonino
"COMPARAÇÕES ENTRE FAIAL E PICO PARA CALAR A BOCA A ALGUNS"
Não se esqueça que alguns desses indicadores de total do Faial dependem da população do Pico, para não dizer de outras ilhas.

"SÓ MAIS UMA ACHA
SÓ HOSPITAL DA HORTA PAGA MAIS VENCIMENTOS QUE TODA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DA ILHA DO PICO"
Muitas pessoas do Pico e de outras ilhas trabalham no Hospital da Horta.

Mas quer comparar o Faial com o Pico porquê?? O Faial é que têm as condições logo tem de ter maior percentagem de pessoas.
Os faialenses é que estão mal habituados, tem tudo e dizem que estão sempre mal. Enquanto que outras ilhas com condições piores que o Pico e o faial não se queixam tanto.
Os faialenses não têm que atravessar o canal com ondas de 3 ou mais metros de inverno para ir para Lisboa ou para o Hospital de urgência.
Que querem mais????
Estão preocupados é que as outras ilhas lhe passem à frente???? Por isso usam estas falácias como diz one-way.
Deviam era estar satisfeitos com o que têm.
Para imitar o padrinho do Faial:
"O padrinho só dá bons conselhos"
LOL

Anónimo disse...

Não sou a favor de mais voos para Lisboa nem da Horta nem do Faial nem de Santa Maria e vou pensar na Terceira..... porque esses é que fazem com que tenhamos de pagar 250 Euros para irmos a Lisboa ou Porto... uma vergonha...

Mas já agora, os numeros de passageiros do Pico são muito mais baixos que os do Faial porque este tem muitos trânsitos ... hummmm os numeros da Terceira tambem estão muito inflacionados......

Mas melhores dias virão....


Bem Haja
João Braga

PAI disse...

Pelas estatisticas oficiais, verificamos que o Pico teve 27.509
passageiros e S.Jorge 24.343.
Com o Pico a baixar e S.Jorge a subir,em tres anos temos o mesmo número de passageiros, logo também devemos ter ligações directas a Lisboa.
Ou há moralidade ou comem todos, como bem dizia o nosso saudoso Padrinho!!

Ana Clara disse...

Os vooos para o Pico andam com muita poucos passageiros nesta altura do ano.
Marca-se passagem de e para Lisboa a qualquer hora e sem problema
Este é um facto
Viajo todas as semanas e vejo como é
Sou um picarota mas não bairrista estúpida

Padrinho disse...

Engana-se João Braga, os números publicados não se referem aos trânsitos, mas sim aos Pax desembarcados. O Faial tem cerca de 4 vezes mais passageiros que o Pico!!!!

One-Way Channel disse...

Sabem porque é que S. Jorge tem quase tantos passageiros quanto o Pico? De lá não sai/entra ninguém do/pelo Faial (ou muito poucos). O movimento dessa ilha é real. Cá está mais uma prova que a estatística do Faial inclui os tais quase 30.000 do Pico.

Vamos pôr "gradeamento" no Canal para cada qual ficar com o que é seu e então ficariam as estatísticas correctas...

Ana Clara, como é que andam os Voos Horta-Lisboa-Horta? Meio-vazios, muitas vezes, mesmo assim com passageiros do Pico...

É uma questão justiça. Ou o canal funciona para os dois lados, ou põe-se o "gradeamento"!

pai disse...

Não percebo porquê tanto espanto por S.Jorge ter quase tantos passageiros como o Pico,afinal tem quase a mesma poulação e as mesmas necessidades de deslocação.
Sorte tem o Pico em poder utilizar o Aeroporto da Horta para chegar a Lisboa no mesmo dia!! e é pena que com a possibilidade de movimentação que existe,apareçam alguns iluminados a propor "gradeamentos".
Viva a Liberdade abaixo os campos de concentração.

Anónimo disse...

Este bairro está mal... vamos acabar todos sozinhos a falar com as "grades".....

não sejam tontos e vejam bem o que dizem sobre querer mais voos para lisboa..... porque o feitiço pode se virar contra o feiticceiro....

Bem Haja,
João Braga

Anónimo disse...

se nao houvesse lanchas nem a facil mobilidade entre o pico e o faial talvez as estatisticas fossem diferentes, mas tambe e verdade que os faialenses talvez trabalhassem mais um bocadinho.
Andre Filipe

Anónimo disse...

Não sei porquê tanta aversão aos Faialenses, quando quase todos os empregos do Faial estão preenchidos por Picoenses.
Será que só são faialenses os nascidos ou também os residentes?

One-Way Channel disse...

Claro que o "gradeamento" era brincadeira, só que efectivamente parece humor de campo de concentração. Mas dá uma ideia de como a mobilidade desejável e a liberdade de movimentos das pessoas pode ser "forçada" num só sentido do canal, o que distorce a realidade dos números. É que há decisores que só sabem planear apoiados nos números, esquecendo o quão enganadores poderão ser. A TAP/SATA Internacional escudam-se nos números porque não querem saber da proveniência/destino dos passageiros que vão ocupar seus aviões de/para o Faial. E os políticos não têm força para impor e contrariar a situação.

Anónimo disse...

Esta dos empregos no Faial estarem ocupados por picoenses só prova que são uma raça em vias de extinção. Haja esperança!

Ou então como alguem diz, não querem trabalhar mesmo e não merecem todos os voos que têm. Ah! Ah!

Rui Medeiros disse...

Já agora chamo a atenção para mais uma estatística interessante no blog rota das hortências, onde se podem ver as dormidas nos hoteis tradicionais nos Açores.
Pode ver-se por exemplo, que embora no Faial desembarquem no aeroporto quase 4 vezes mais passageiros que no Pico, as dormidas são pouco mais que o dobro das do Pico.
Pode também ver-se que sendo parecidos os números de passageiros do Pico e S. Jorge, as dormidas em S. Jorge são cerca de metade das do Pico.

One-Way Channel disse...

Sim senhores, ora aqui está uma indicação (número de dormidas nas três ilhas do Triângulo) do que temos vindo a defender: o movimento da Horta é muito artificial e inflaccionado pela falta de opções de utilização do Pico. Gostaríamos que as pessoas do Pico não aceitassem como uma fatalidade terem que sair/entrar pela ilha vizinha e se manifestassem mais. Pois... (e alguém deve estar a zelar por isso), a econonomia do Faial iria ressentir-se, despojada destas dezenas de milhares de "passantes"... Mas será que temos que alimentar essa parceira parasita do Pico por muitos mais séculos?

o padrinho disse...

Felizmente que existe sempre alojamento disponível no Pico, pois só assim se consegue acomodar os turistas que não conseguem ficar no Faial por falta de alojamento e lá têem que atravessar o canal, para ir dormir ao Pico e regressar rápidamente no dia seguinte.
Assim é que deve ser vista a estatística das dormidas.

o padrinho disse...

O que o Rui se "esqueceu" de dizer, foi que o Faial aumentou o nùmero de dormidas em mais de 1.000 e o Pico baixou cerca de 4.000 em relação ao ano anterior!!!
A baixar assim no Trãfego e nas dormidas, o melhor é não se separar do Faial se quer ter futuro.

O Padrinho só dá bons conselhos!!

Anónimo disse...

Ainda estou para perceber porque os "passantes" para o Pico são tão importantes para a economia Faialense.
Vendo bem,chegam ao Aeroporto não compram nada, entram no autocarro da Aerohorta e não pagam nada e chegam ao cais onde compram o bilhete á Transmaçor que
nem sequer é faialense!
È a esta actividade económica que
chamam "parceira parasita".

Santa Paciência !!!!!

artur xavier disse...

Tem razão o Anónimo (É assim que se chama, não é?). Os passantes para o Pico não gastam, no Faial, a ponta de um corno. Logo qual a razão para tamanho alarido?! Se não esquenta, nem arrefenta, porque se incomodam, assim, tanto, Vªs Exªs!?... Agora sim, dinheiro, aos montes, deixam os passantes que atravessam o canal, para apanharem o avião, cá deste lado... Como diz o Major Valentão: Quantos são? Quantos são?

Anónimo disse...

Estamos a falar num descida de 0.6% nos passageiros desembarcados! Nem se sabe no total o movimento do aeroporto do Pico desceu no ano transacto! Deixem lá de carregar na mesma tecla e preocupem-se com o movimento dos vossos aeroportos.

Filipe disse...

Caros amigos, é verdade que o aeroporto do Pico foi o único que registou um decréscimo de desembarques em 07. Este decréscimo não foi muito grave porque no ano anterior tinha havido um grande crescimento do tráfego no aeroporto (primeiro ano pleno de novo aeroporto). O decrescimo foi motivado pelos voos para o continente porque os voos interilhas aumentaram significativamente. Para quem tenta fazer desse decréscimo um pronúncio de tragédia, fiquem a saber que entre 2004 e 2008 o tráfego aério no Pico cresceu 23,76% contra 0,22% do Faial. É fácil escolher uns numeros para chocar toda gente. Cumprimentos