10 janeiro 2008

Ao Padrinho

É pena que seja assim, mas o senhor anónimo Padrinho começa a chatear-me, apenas por me desacreditar quando tenho razão. Digo é pena porque será porventura esse o seu objectivo.
Assim ficam aqui extractos de documentação operacional das companhias aéreas que voam para o Pico a suportar o que digo.



Afinal, não é a primeira vez que o Padrinho se engana!

Em resposta ao terceiro comentário deste post:

18 comentários:

Anónimo disse...

Com o anûncio no AIP, que a LIMITAÇÃO á aterragem e descolagem no Pico com vento Sul é 20KTS,(incluindo rajada)ficamos todos a saber que não podemos contar com o Aeroporto do Pico, como principal infraestrutura no Triângulo, como, erradamente, defendiam alguns.

Rui Medeiros disse...

Este post surge por causa da discussão entre mim e o Padrinho, onde ele afirma que estas limitações são uma proibição, quando não é o caso.

Em relação a uma infra-estrutura para o triângulo, pode ler nos meus posts sobre o assunto que não omito o problema do vento sul no Pico, e não deixo de continuar a pensar que poderia servir melhor o triângulo por muitas outras razões. Também pode ler que não digo que deva ser feito, apenas que se for realmente necessário e se avançar com a construção de uma infra-estrutura dessas no triângulo há que pensar bem na solução, e construir onde realmente se podem obter os melhores resultados tendo em conta todas as vertentes, e não só as que dão jeito a este ou aquele.
Além disso posso dar-lhe como exemplo a Madeira, onde as limitações de vento são mesmo proibitivas, com direito a reporte ao INAC dos infractores, e com uma maior faixa de direcções afectadas em relação às do Pico, não sendo por isso que deixa de ser um aeroporto muito mais solicitado que, por exemplo, Ponta Delgada.

o padrinho disse...

Olá Rui,com esta nova possibilidade
de ter acesso ao AIP,graças ao endereço que nos deste, verificamos que a Limitação no Pico é pior que no Funchal, pois o maximo permitido no Pico são 20KTS(incluindo rajada) e no Funchal o maximo da rajada são 25kts.
Tambem verificamos que os únicos aeroportos com Limitações de vento publicadas pelo INAC são o Funchal e o Pico.

O Padrinho só diz a Verdade!!!!

Rui Medeiros disse...

Considero as limitações da Madeira mais gravosas por estarem presentes em mais direcções, com um total de 150 graus com a limitação de 15 nós com rajada de 25, além de que, como já disse, o desrespeito desses limites na Madeira dá direito a reportes ao INAC, o que não acontece no Pico, onde como já provei os limites são encarados como recomendados pelas companhias. Só não vê o que eu quero dizer quem não quer.
Quanto ás limitações de vento na Horta não aparecerem no AIP, aproveito o post que fiz e já lhe coloco umas imagens onde pode ver que as companhias a operar no Faial também usam limitações de vento recomendadas.

P.S. No site da NAV apenas têm acesso às emendas, circulares e suplementos do AIP, para ter o acesso ao documento completo pode utilizar o site www.ead.eurocontrol.int
É necessário o registo. (Gratuito)

O PADRINHO disse...

Só não vê quem não quer, que as companhias não podem ter limites superiores aos publicados pelo INAC.
Também me parece que todas as infrações, além de atentarem contra a segurança, devem ser reportadas ao INAC e agora, com toda a gente a ter acesso aos METAR,s na NET, os pilotos vão pensar duas vezes antes de infringirem as Limitações.

O Padrinho estará atento!!!!

FALCÃO disse...

Como Piloto de Linha Aérea, quero felicitar o Padrinho, pela lucidez com que trata as questões da Segurança.Pela minha parte não infringirei as limitações publicadas e estou convencido que os meus colegas também não.

Bem Haja!!

Anónimo disse...

Será?

http://youtube.com/watch?v=0U0TMXUHq28

http://youtube.com/watch?v=G8igjPZhSE8

Anónimo disse...

A quem interessa o alarmismo?
Podem ser cenas vistosas, mas quem afirma que a segurança foi quebrada?

Cuidado, que é fácil voltar o feitiço contra o feiticeiro...

luis disse...

SERÁ??????????????????????
AERRAGEM PERIGOSA NA HORTA
http://www.youtube.com/watch?v=3LblVRubDFc&feature=related
Todos os aeroportos têm os seus limites. No lugar de discutirem deveriam estar satisfeitos pois quando não passa avião num lado passa no outro. Mas pelo que me dizem isso apenas ocorre de um lado ou seja, quando cancela para o Pico a sata na maior parte das vezes vai para o Faial ja pelo contrario e rara as vezes que isso acontece. Pois os senhores faialenses não estão habituados às mares altas do canal e tem tudo e sempre continuaram a ter enquanto os picarotos não forem unidos.
Verifica-se quando se veem as ligações inter-ilhas enquanto que o faial tem 3 a 4 viagens directas para s. miguel com diversos horarios com escala na Terceira ou não as outras ilhas tem uma. Como é que poissível que uma ilha com semelhante população viage mais que outra.
Vejam por exemplo outros casos de verão: o voo directo para o Pico está cheio e as assistentes da sata, parece que já treinadas para reencaminhar os passageiros para o Pico dizem "há o sehor não quer ir pela Horta, tem muitos lugares" e assim o aumento de ligações para o Pico deixa de justificar e aumenta-se os voos para o Faial.
Ainda de referir que há dias de inverno em que dois voos da Terceira para Horta dão para encher apenas uma sata com os passageiros do Pico e Faial juntos.
Porque não intercalam esses voos e para lhes dar jeito???
Então não tivessem feito aquele investimento no Pico e tivessem-no feito no Faial!!!!!!!!!
Desperdício de dinheiro!

Anónimo disse...

Meus caros,
É incrível o facto de todo e qualquer mal do Pico encontrar justificação, no parecer dos comentadores, na ilha vizinha. Pode parecer estranha a minha sugestão … mas que tal reivindicar para a ilha do Pico, sem implicar, por oposição, a ilha do Faial. A ilha do Pico merece aquilo que os Picoenses considerem que deve merecer, sem que para o efeito tenha que ser feita qualquer comparação com a ilha do Faial.
Este bairrismo fácil, frequentemente utilizado (porque é fácil e mobiliza), não é racional, ajustado e não favorece a argumentação das legítimas reivindicações. Estas “guerrinhas” não dignificam os seus intervenientes, não promovem a ilha do Pico e não dinamizam a Região Açores no seu todo.
Cumprimentos,
Geographus

one-way channel disse...

Só defendemos o Pico por oposição ao FAial, por este ter sempre subalternizado o Pico. Neste contexto dos voos, o que se passa é que (e mete-se pelos olhos dentro - é só observar a movimentação de passageiros com bagagem TAP nos barcos do canal) uma grande parte (1/3?) dos passageiros que viajam de/para Lisboa dão de/para o Pico. Porque não há no Pico 1/3 ou mesmo 1/4 dos voos que o Faial tem? Veja-se no Verão: 14 - e mais - para 1 por semana...
Não tendo os passageiros do Pico alternativa capaz de viajar de/para Lisboa lá vão cantando e rindo (com pouca vontade, talvez...) para o outro lado do canal. Mas tem-se dito também aqui que a economia do Faial precisa destes descontentes para crescer...

Se fosse tudo claro e não houvesse bloqueios tudo seria diferente!!

Anónimo disse...

Para quem não saiba indico aqui a penalização da pista sem mácula do Faial:
Num raio de 120 graus do quadrante Norte - 310 a 070 - máximo 25 nós. E o sul também tem um sector de máximo 30 nós. Será o segundo aeroporto regional mais penalizado?
As limitações da pista do Pico de que agora se fala são as que existem desde o início. Mas os jornalistas e mais alguem quer lançar a confusão

Fiquem bem!

Anónimo disse...

Vento do quadrante Sul sopra 80%dos dias do ano e com mais de 20KTS os aviões que voem para o Pico têm que derivar para o Faial!

Anónimo disse...

Diabo de estatística científica e incontestável esta dos 80%!... E onde foi buscar essa de desviar os aviões para o Faial? 0,0001%!!

Já agora adicionamos às penalizações do ilhéu iluminado do Pico os nevoeiros de S. João...

Anónimo disse...

Hoje é um dos 20% dos cancelamentos de voos para o Faial devido ao vento limitante o vento Norte.

Anónimo disse...

Sr. Anónimo enganou-se,todos os vôos com destino á Horta foram efectuados,tendo cancelado os que se destinavam ás Flores e Corvo

Anónimo disse...

Na verdade o voo das Flores foi às Flores, mas não escalou o Faial como previsto.

Anónimo disse...

Medida acertada,pouparam os passageiros em trânsito do desconforto de uma aterragem turbulenta.