08 janeiro 2007

Taxas de combustível

Depois de no fim do ano passado a TAP ter aplicado uma taxa suplementar de 20 euros ao bilhete de ida e volta ao Continente Português é agora a vez da SATA aplicar uma taxa semelhante de 10 euros, que tem por desculpa os elevados preços do combustível.
Pessoalmente sou contra este tipo de taxa, uma vez que mesmo assim as companhias aéreas não param de se queixar dos elevados preços do petróleo. Se está caro mas aplicam uma taxa sobre ele não têm mais que se queixar e desculpar qualquer problema financeiro com o preço do combustível.
Na prática estamos perante um aumento da tarifa, apenas lhe dão outro nome, o que até dá jeito no caso das ligações com os Açores, que têm os valores das passagens fixados por concurso público.
A diferença de 10 euros entre as taxas da TAP e SATA é que é intrigante, depois da TAP ter anunciado o aumento já todos esperavam que mais tarde ou mas cedo a SATA fosse atrás, mas os 10 euros a menos parecem dizer que estamos perante a primeira guerra de preços entre estas duas companhias. A partir de hoje sai 10 euros mais barato ir a Lisboa na SATA, ainda que as tarifas se mantenham, por lei, as mesmas! Então o combustível não estará da mesma forma caro para as duas transportadoras? Aliás a TAP por ser de maior dimensão tem mais possibilidades de ter um melhor acordo com as petrolíferas que a SATA! Nunca se fez verdadeira concorrência e agora ela aparece através das taxas? E quem perde é sempre o consumidor, porque mesmo a pagar a mais barata, já está a pagar mais caro.
Sempre se teve que pagar taxas e a maior parte delas são necessárias, mas não venham com publicidades enganosas e aumentos dissimulados em novas taxas inventadas à medida de cada mal porque todos nós já pagamos o alto preço do petróleo.

Sem comentários: