24 agosto 2006

Passagem baixa!

Não estava para fazer três post seguidos apenas com fotos de aviões no Pico, mas hoje tivemos direito a uma passagem baixa do TAP 3817, e por isso deixo mais uma vez aqui algumas fotos, desta vez com menos qualidade, mas duma passagem que não se vê todos os dias!


7 comentários:

Bekun disse...

Excelentes fotos, os meus parabéns Rui.

PS: Tens de vir cá um dia desses apanhar umas coisas diferentes ;).

Rui Medeiros disse...

Foi uma grande sorte, estive por um cabelo para não ir lá acima! E mesmo assim não fiquei contente com o resultado tendo em conta a espectacularidade que foi ver aquilo ao vivo!

Já fui uma vez em Dezembro passado fotografar aí com o Resendes e companhia, no tal dia em que veio o dash 8, espero que não tenha sido o último!

Anónimo disse...

o que é interessante - imho - é ele ter feito a passagem com vento de cauda...
Outro assunto: porque é que tiraste o teu endreço de mail do blog?
amg

Rui Medeiros disse...

Acho que ele não se ia dar ao trabalho de fazer uma passagem baixa se tivesse que fazer dois circuitos, foi em vez de uma downwind uma passagem baixa. E o vento não estava assim tão forte, nem 10 kts acho eu.

Quanto ao mail, nos links veja E-Mail, e penso que antes nunca o tive disponível no blog, excepto num comentário.

Anónimo disse...

tks; distração minha!
amg

Anónimo disse...

O que queria realçar é que estou desconfiado que a TAP deve ter outro piloto qualificado para o Pico...

amg

Rui Medeiros disse...

Os requisitos especiais para as tripulações virem ao Pico é o mesmo que para o Faial, pelos mesmos motivos, pista curta. Os requisitos são estarem certificados para operar na Madeira, esse sim um aeroporto com exigência de treinos especiais, e garante a TAP desse modo que vêm operar ás pistas curtas pessoal com mais treino numa pista difícil, mas não é obrigatório que assim seja.