26 novembro 2005

Dash 8 vs ATR

Como já vem sendo falado à algum tempo, a SATA Air Açores anda a pensar na renovação da sua frota, e como a operação nos Açores é especialmente bem executada por aviões turboprop não devemos esperar mais do que um avião deste tipo para substituir os ATP's e o Dornier, eles próprios também turboprops, mas de uma geração mais antiga.
Assim a escolha do novo avião para a SATA deverá ser entre os ATR e os Dash 8, por serem os dois aviões turboprop ocidentais de nova geração actualmente em produção.
O ATR é fabricado por um consórcio entre a Alenia, e a EADS ( European Aerounatic Defense and Space company), e existem basicamente 2 versões, o ATR42 e o ATR72, sendo que a série -500, a ultima a sair para o mercado, apresenta maiores payloads, e é portanto esta que vou comparar com os Dash, pois interessa à SATA o maior payload possível, uma vez que os ATP’s chegam a deixar carga em terra durante o verão por restrições do mesmo.
O Dash 8 é fabricado pela Canadiana Bombardier, e existem 4 versões do mesmo, o Q100, o Q200, o Q300 e o Q400, sendo que estas são versões que apareceram no mercado em 1996, quando a Bombardier incorporou nos seus aviões um sistema de supressão de ruído que os torna tão silenciosos como os jactos. Na comparação que vou fazer, não terei em conta o Q100 porque o Q200 é uma versão do mesmo em que apenas mudam os motores e a sua potência, o que lhe confere maior payload e melhor performance, e será portanto mais interessante para a SATA do que o Q100 até por causa de maior facilidade em operar no Corvo.
Para acederem à comparação vejam: http://www.azoresspotting.net/privado/medeiros/Dash8vsATR.xls
Para referencia juntei à tabela os dados do ATP, o que pode ajudar a dar uma ideia do que são mesmo o ATR e o Dash em relação ao avião que já estão habituados a ver.

22 novembro 2005

Movimento aéreo cresce no Pico e cai no Faial

Este é outro título do tal Ilha Maior que só chega à Covilhã na segunda (o que até nem é mau), por isso ainda não estou a escrever muito atrasado.
Até Setembro o movimento de passageiros desembarcados no aeroporto do Pico foi de 19231 pessoas, mais 890 que em igual periodo do ano passdo, enquanto que na Horta o movimento foi de 75217 pessoas, menos 5350 que no ano passado.
O pequeno artigo dá a entender que este aumento no Pico e diminuição na Horta se devem simplesmente ao começo das ligações aéreas entre o Pico e Lisboa. No entanto os números de queda na Horta nem estão perto dos ganhos do Pico. Um processo causa-efeito do género do que se sugere só se notaria se hovessem mais voos para o Pico, porque a maioria dos passageiros com destino Pico continua a ter de voar pela Horta, deste modo uma quebra no trafego da ilha vizinha é sempre de lamentar, porque os seus efeitos serão sentidos em ambas as ilhas do canal.
Assim, apenas com as estatisticas deste ano, nada de importante se pode concluir, não são estes números que por exempo viabilizariam a passagem de um voo da Horta para o Pico. Deste modo ficamos à espera que as condições do concurso das ligações entre os Açores e o Contnente para 2006 beneficiem o Pico com pelo menos mais um voo, para que aí sim se possa começar a ver o efeito real que os voos para o Pico têm no número de passageiros para a Horta, e os voos possam passa a ser distribuídos entre as duas ilhas.

21 novembro 2005

Novidades para o Aeroporto

Li hoje no Ilhamaior, sim só chega à Covilhã na Segunda, o seguinte: "(...) O executivo regional aprovou no final de uma desocação ao Corvo o plano anual de exploração dos aeródromos regionais apresentado pela SATA-Gestão de Aeródromos, S.A., no montante máximo global de quatro milhões e seiscentos e noventa e sete mil e seiscentos e vinte quatro euros. Entre outras acções esta verba permitirá dotar o aeródromo do Pico com o sistema ILS\DME, com equipamento Raio-x, carros de bagagem, balcões de check-in, sistemas de informação de voo e viaturas follow-me. "
Tudo boas notícias, que mostram que o Governo Regional está a apostar nos seus aeródromos, porque esta verba incluí também follow-me's para a Graciosa e S. Jorge, bem como uma nova viatura de combate a incêndios para a Graciosa e uma ambulância para S. Jorge, segundo o Comunicado do Conselho do Governo Regional de 11 de Novembro de 2005.
Mas pergunto-me, será que o Pico precisa mesmo de um follow-me? Vamos ter 2 taxiways que vão dar a um parque com 3 lugares. Será mesmo preciso uma viatura para guiar os aviões neste "enorme e complexo parque de estacionamento." Eu já gozava com o Follow-me que anda lá pelo aeroporto da Horta, o que não será ver um na Graciosa! De qualquer modo não me importava nada de ser o felizardo que vai ficar com o trabalho de o conduzir, pode ser é que continuem a não contratar mais ninguém, já mal há pessoal para trabalhar na torre, operações, atendimento aos passageiros e placa ao mesmo tempo, e se assim for vamos ver o novo follow-me muitas vezes parado.
Quanto ao ILS, espero que vá mesmo para a frente, mas como já disse, continuo pessimista nesse assunto, e acredito quando vir as antenas instaladas, afinal Faro esteve mais de 10 anos à espera do seu, e não é um sistema que se chege lá, se instale e pronto, e apesar de ser mais fácil instalar um no Pico do que na Horta por razões de terreno envolvente, também não é "pêra doce" no Pico.

17 novembro 2005

Portal TAP renovado

A TAP lançou o seu novo site, com nova imagem, mas também com novas funcionalidades, como por exemplo o check-in online.
O site é de fácil navegação, está agradável à vista, e para quem gosta destas coisas dos aviões ganha uns pontos pela sua secção de frota, onde além das caracteristicas dos seus aviões, podemos ver também algumas fotos.
Como qualquer site novo ainda tem alguns bugs, mas pelo menos já é possível pesquisar nos seus horários voos com o destino Pico!
Podem visitá-lo em www.flytap.com

05 novembro 2005

Vêm aí outro filme de aviões!

Vem aí o filme que promete por o Top Gun a um canto, estreia já dia 9 de Novembro e chama-se Les Chevaliers du Ciel. Em Portugal a estreia está marcada para 5 de Janeiro com o nome Sky Fighters. Entretanto para quem não acredita que o top gun já é história pode sempre passar pelo site http://www.leschevaliers-lefilm.com/site/main.html onde pode ver o trailler bem como aceder a mais informação sobre o filme. O senão é que a página está em françês... eu sei, também não gosto muito deles, mas parece que vale a pena!